14/05/2024
07:45

 

 

Do Saiba Mais

Por Mirela Lopes

Em março, Natal tinha oito lagoas de captação sob risco de transbordamento. Já neste mês de maio, esse número subiu para 18, de acordo com os dados fornecidos pela Defesa Civil Municipal.

Com um histórico de chuvas mais intensas no mês de junho, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Natal deve entrar no período mais chuvoso do ano com 18 de suas 50 lagoas de captação em situação de risco, ou seja, com alerta para transbordamento. Ao todo, 36% das lagoas de captação da capital estão nessa situação.

Das unidades em alerta vermelho, nove lagoas ficam na Zona Sul da cidade, sete na Zona Norte e duas na Zona Oeste, são elas: Lagoa de Ponta Negra (Alagamar) – na Zona Sul (ZS); a Lagoa do Pirangi 2 – ZS; a Lagoa do Preá – ZS; a Lagoa dos Xavantes I – ZS; Lagoa dos Xavantes II – ZS; Lagoa Gramorezinho (ou Sapo) – na Zona Norte (ZN); Lagoa Acaraú (Panatis I) – ZN; Lagoa da Cidade da Esperança – na Zona Oeste (ZO); Lagoa de Pirangi (ou Jiqui) – ZS; a Lagoa da Integração – ZS; Lagoa Vila Verde I (Dr. Carneiro Rieiro) – ZN; a Lagoa dos Potiguares (ou Jacaré) – ZS; a Lagoa do Makro – ZS; e a Lagoa do São Conrado – ZO.

Em março deste ano, a Defesa Civil de Natal já havia apontado risco de transbordamento em oito lagoas de captação, sendo que sete estavam na Zona Norte da cidade.

 

 

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!