29/09/2023
10:32

Sem toda aquela operação diante de uma população amedrontada na pandemia, em que distribuiu remédios ineficazes e promoveu centros de cuidado que efetivamente não cuidavam, que garantiu a sua reeleição, Álvaro Dias está enfraquecido. Conforme pesquisa feita pelo Instituto Seta e veiculada pelo portal Grande Ponto e pelo Blog do Bg, 54% reprovam sua administração, enquanto que 40% aprovam e 6% não souberam responder.

Com essa aprovação, Álvaro Dias não seria capaz hoje de fazer um sucessor. Isto retira a perspectiva de apostar num nome novo, seu grande desejo. Dias quer, fazendo alguém sem expressão que possa controlar, ser “prefeito de terceiro mandato”. Mas cabe ponderar que, mesmo quando o ocupante do posto tem boa avaliação, a transferência eleitoral não é completa. E não é o caso dele.

O contexto o pressiona para que ele escolha um nome de alguém já com musculatura. Do contrário, se o cenário assim permanecer e ele não caminhar com alguém com força própria, não terá significativa influência no pleito e a eleição pode ficar entre um concorrente do PT, que no disputa é a deputada federal Natália Bonavides, e o ex-prefeito Carlos Eduardo.

FONTE: opotiguar.com.br

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!