27/07/2023
07:10

 

O Governo do RN vem fazendo todo o esforço possível e, diria sem medo de exagerar, impossível para conceder a elevação do piso dos professores para todas as faixas salariais, servidores mais novos, mais antigos na carreira, docentes ativos e inativos, para além do que preconiza a lei do piso nacional do magistério. Só que o teto bateu.

Trata-se de uma opinião impopular, mas realista. Como me disse alguém que conhece os números das financas públicas estaduais. A governadora é a maior sindicalista defensora da categoria da educação deste estado. Contra todos os conselhos e alertas de sua equipe, este blogueiro teve conhecimento, deu a elevação salarial para além do Piso a todas as faixas e para ativos e inativos em 2023. Ninguém mais fez isso no RN – Parnamirim, Mossoró e Natal, por exemplo, não fizeram.

Só que o governo, não apenas ultrapassou o limite prudencial de gasto com folha, como também exauriu aquilo que passou a arrecadar a mais com a elevação de receita recente, apenas com a folha dos professores. Foi cerca de 1 bilhão a mais só com pagamento salarial dos docentes.

Se fizer em 2024 o que fez nos anos anteriores, o governo do RN não conseguirá mais pagar os salários em dia. O atraso da folha não seria uma possibilidade, mas uma certeza. Não é uma questão de merecimento. É de possibilidade fiscal.

FONTE: opotiguar.com.br

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!