24/07/2020
07:41

Técnicos de um comitê de emergência que presta assessoria ao Ministério da Saúde alertaram que o governo pode ficar com estoques gigantescos de cloroquina encalhados. Em julho, o governo federal tinha uma reserva de 4.019.500 comprimidos do medicamento.

Bolsonaro mostrando uma caixa de cloroquina
Bolsonaro mostrando uma caixa de cloroquina (Foto: Reprodução)

247 – O governo Bolsonaro pode ter um prejuízo de grandes proporções. Mais de 4 milhões de comprimidos de cloroquina podem encalhar por erros de aquisição e distribuição.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “em uma reunião no dia 25 de maio, momento em que o ministério negociava a vinda de ao menos três toneladas de insumos para serem trazidos ao Brasil para produção do medicamento, os técnicos alertaram para o risco de estoque parado.”

“Devido a atual situação não é aconselhável trazer uma quantidade muito grande, pois caso o protocolo venha a mudar, podemos ficar com um número em estoque parado para prestar contas”, diz documento que registra o encontro.

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!