27/05/2020
07:28

Twitter divulgou nesta terça-feira, 26, um rótulo de checagem de fatos nos tuítes do presidente americano Donald Trump, uma resposta a críticas de longa data de que a empresa é muito negligente quando se trata de policiar desinformação e falsidades propagadas por líderes mundiais.

A medida, que aumenta as tensões entre Washington e o Vale do Silício em um ano eleitoral, foi feita em resposta a dois tuítes de Trump nas últimas 24 horas. Os tuítes alegaram falsamente que as cédulas por correio são fraudulentas. A tarja do Twitter diz: “Conheça os fatos sobre as cédulas por correspondência” e redireciona os usuários para artigos de notícias sobre a alegação infundada de Trump.

Os tuítes, disse a porta-voz do Twitter Katie Rosborough, “contêm informações potencialmente enganosas sobre os processos de votação e foram rotulados para fornecer um contexto adicional em torno das cédulas por correio”.

As ações do Twitter acontecem no dia em que a plataforma enfrenta uma enxurrada de críticas por outro conjunto de publicações de Trump. Na terça-feira, o viúvo de uma ex-funcionária, Joe Scarborough, pediu ao presidente do Twitter, Jack Dorsey, que excluísse tuítes do presidente Trump que promoviam uma teoria da conspiração infundada sobre a morte de sua esposa.

Trump se manifestou pelas redes sociais e acusou o Twitter de “interferir” nas eleições presidenciais de novembro. “O Twitter interfere agora nas presidenciais de 2020”, tuitou em sua conta oficial.

ESTADÃO CONTEÚDO

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!