27/05/2020
07:29

O presidente Jair Bolsonaro classificou como “vitimismo” a decisão de alguns veículos de comunicação de suspender a cobertura no Palácio da Alvorada.

O jornal Folha de S. Paulo, as empresas do Grupo Globo e a Bandeirantes estão entre as equipes que optaram por interromper a cobertura em frente à residência oficial do presidente devido à escalada da hostilidade de seus apoiadores –chegando a agressões– com os profissionais da imprensa.

Em nota enviada ao GSI (Gabinete de Segurança Institucional), responsável pela segurança da Presidência, o Grupo Globo informou que as agressões aos jornalistas vêm crescendo. Mais cedo nesta 3ª feira (26.mai.2020), o GSI afirmou por meio de nota criou as melhores condições possíveis para o trabalho dos profissionais de imprensa no Palácio.

Bolsonaro mencionou nesta 3ª feira (26.mai) o atentado sofrido por ele em 2018 para minimizar os ataques a jornalistas no Alvorada. “Estão se vitimizando. Quando levei a facada, não falaram nada. Não vi ninguém da Folha falando ‘quem matou Bolsonaro?’”, afirmou o presidente.

“Se for pegar o número de horas que a Globo deu para Marielle [Franco, do Psol, vereadora assassinada em março de 2018] e para o meu caso, acho que dá 100 para 1, mas tudo bem”, acrescentou.

PODER 360

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!