13/01/2018
13:24

Ministro Henrique Meirelles e presidente da Câmara, Rodrigo Maia

Felipe Rau/Estadão

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e presidente da Câmara, Rodrigo Maia

O Palácio do Planalto teme que a disputa entre os pré-candidatos à Presidência Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Henrique Meirelles (PSD) e a crescente tensão eleitoral possam atrapalhar a aprovação da reforma da Previdência, marcada para o dia 19 de fevereiro.

O elogio feito pelo emedebista ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, publicada nesta quinta-feira, 11, teve como principal objetivo, segundo fontes do Planalto, brecar um início de atrito entre o presidente da Câmara dos Deputados e o ministro da Fazenda.

 

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!