26/01/2018
10:08

O juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal da Justiça do Distrito Federal, determinou a suspensão do passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e proibiu o petista de deixar o país. Em resposta à decisão, o Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou uma nota nessa quinta-feira (25).

“Mais um episódio da odiosa perseguição judicial”, afirma o partido.

De acordo com o UOL, a decisão judicial fez o petista cancelar uma viagem que faria à Etiópia para participar de debate sobre o combate à fome na África. Lula era esperado na capital Adis Abeba e tinha retorno ao Brasil agendado para domingo (28). A viagem foi confirmada no dia 15 de janeiro e informada ao TRF-4 no dia seguinte.

“Este injustificável cerceamento de direitos impedirá o ex-presidente de participar, a convite da União Africana, da reunião de alto nível sobre o combate à fome em Adis-Abeba, na Etiópia”, diz o comunicado do Partido dos Trabalhadores, que faz duas críticas ao juiz Ricardo Leite e o chama de “midiático”. O convite foi feito ainda em novembro, antes de o tribunal pautar o julgamento do ex-presidente.

“O sr. Ricardo Leite, que por seus muitos erros já teve seu afastamento solicitado pelo Ministério Público, intrometeu-se no assunto de forma descabida, extemporânea e injustificável. Cerceou o direito de ir e vir de Lula a poucas horas do embarque, provocando mais um constrangimento internacional para o nosso país”, diz o texto do PT.

UOL

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!