16/05/2016
05:20

Do Notícias ao Minuto – O presidente interino Michel Temer já começa a se preparar para vender participações da União em estatais e em várias empresas privadas.

Com a promessa de reduzir o Estado na economia, o governo quer fazer caixa e incrementar o ajuste fiscal. Para isso, a equipe de Temer trabalha com uma lista na qual se destacam, entre outros, a abertura de capital dos Correios e da Casa da Moeda e a venda de fatias do governo federal em até 230 empresas do setor elétrico, sendo 179 Sociedades de Propósito Específico (SPEs) nas mãos da Eletrobras.

Entre os ativos que o governo ainda pode se desfazer estão: a Infraero, as companhias Docas, a Caixa Seguros e o IRB Brasil.

Além de aumentar a arrecadação federal, como consequência da alienação de participações da União nas empresas, o governo quer resolver problemas de algumas estatais que estão praticamente quebradas e necessitam de investimentos. Algumas das ações, no entanto, levarão algum tempo para gerar resultados, como é o caso das instituições que precisam ser reestruturadas — os Correios, por exemplo.

Segundo informações do O Globo, também fazem parte da relação a venda de participações da União na BNDESPar (sociedade de ações, braço do BNDES) e em companhias como Centrais de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasaminas), Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais (Casemg), Novacap e Terracap (companhia de urbanização e agência de desenvolvimento do Distrito Federal), entre outras.

Já nos Correios, o Executivo precisará da aprovação do Congresso. O primeiro passo é reestruturar o plano de negócios da empresa, que teve prejuízo de R$ 2,1 bilhões em 2015.

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!