24/07/2016
10:08

Triunfo no clássico garante ao ABC a vice-liderança do Grupo A, com 17 pontos; América estaciona na sétima colocação, com 13, e se complica dentro do certame

  jonescomemoragol
Jones Carioca comemora gol marcado

Por: Agora RN

A noite deste sábado (23) foi de fortes emoções para os torcedores dos principais clubes do futebol potiguar. ABC e América se enfrentaram no Estádio Frasqueirão pela 10ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Foi o sexto embate entre os rivais na temporada. Atuando em casa, os ABC fez valer o mando de campo e venceu o duelo pelo marcador de 1 a 0.

O primeiro e único gol da partida foi anotado aos vinte e nove minutos da etapa inicial. Após descida pelo lado direito, Filipi Souza invadiu a grande área e cruzou rasteiro para o meio. Primeiramente, a bola passou pelo goleiro Daniel e pelo zaga americana, sobrando livre para Jones Carioca apenas empurrar para o fundo das redes e garantir a vitória abecedista.

Com o resultado, o ABC chegou aos 17 pontos conquistados na competição e alcançou a vice-liderança do Grupo A do certame nacional, ficando atrás apenas do Fortaleza/CE que tem 18. O América, por sua vez, estacionou nos 13 pontos e permanece na sétima colocação do mesmo grupo. No próximo fim de semana, o ABC pega o Salgueiro/PE, fora de casa, e o Alvirrubro joga diante do River/PI, na Arena das Dunas.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
11:39

:
Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o publicitário João Santana questionou o cerco da Lava Jato ele e a sua mulher, Mônica Moura. Disse que 98% das campanhas políticas no Brasil utilizam caixa dois e que, mesmo assim, ele e a mulher são os únicos presos por esse motivo: “Se tivesse o mesmo rigor que está tendo comigo em relação a essas pessoas, teria uma fila saindo atrás de mim que iria bater em Brasília, chegaria a Manaus. Poderia ser fotografada de satélite”, disse o marqueteiro.
“Acho que precisa rasgar o véu da hipocrisia que cobre as relações políticas eleitorais no Brasil e no mundo”, afirmou, acrescentando que “ou faz a campanha dessa forma, ou não faz”.
Mônica também disse que os partidos não querem declarar o valor real que recebem das empresas: “Não era uma opção minha, era uma prática não só no PT, mas em todos os partidos”.
Leia aqui reportagem de Cleide Carvalho sobre o assunto.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
11:35

:
Uma reportagem da Revista Carta Capital,  do jornalista André Barrocal, publicada neste fim de semana, revela que o interino Michel Temer pode ter sido grampeado pelo deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na reunião fora da agenda que ambos tiveram no Palácio do Jaburu.
No encontro, Cunha teria lembrado Temer sobre “antigas parcerias”, citando a Lei dos Portos, votada em 2013 depois que o deputado conseguiu incluir um trecho que favoreceria o grupo Libra, que atua em Santos.
Depois disso, a Libra doou R$ 1 milhão para Temer – “dinheiro recebido pelo peemedebista em uma empresa aberta por ele para gerenciar recursos que repassaria a candidatos amigos.”
Na conversa, Temer teria percebido a armadilha e, por isso, estaria tenso, às vésperas do impeachment.  “Ao sentir que poderia cair numa arapuca, o presidente em exercício teria reagido aos gritos com Cunha, no relato de uma pessoa ligada a Temer. Teria o deputado afastado gravado o interino em alguma outra oportunidade?”, questiona a reportagem.
Barrocal lembra, ainda, que Cunha conseguiu mudar a lei para favorecer o grupo Libra. “A versão original da lei, proposta por medida provisória, proibia a renovação de contratos de arrendamento por terminais inadimplentes com o poder público. Era o caso de Libra, que há anos tenta na Justiça rever seu contrato com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), um feudo político de Temer. Uma dívida bilionária, em valores atuais”, diz ele. “Graças a Cunha, a Câmara inseriu na Lei um dispositivo que retirava o veto à renovação de contratos por inadimplentes. Mais: incluiu a possibilidade de litígios contratuais serem resolvidos em comissão de arbitragem, ou seja, longe dos tribunais, com membros indicados pelas partes.”
Leia, aqui, a íntegra da reportagem.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
11:20

DSC01215

A Secretária municipal de Saúde de Jucurutu, que hoje é controlada

pelo ex-prefeito Luciano Lopes, estaria sendo oferecida ao grupo do

ex-prefeito Júnior Querioz, para compensar o  fato do filho abrir

mão da disputa pela prefeitura municipal,  para Geroge Queiroz.

 

O problema é que hoje a secretária é comandado por aliados de

ex-prefeito Luciano Lopes, que não deseja abrir mão da estrutura

da área de saúde no município.

 

Em 2012, Dr.Luciano  abriu mão da disputa pela prefeitura

municipal,  indicando a esposa Paulo Lopes para vice, ficando

também com o controle da área de saúde.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
10:56

iogoO deputado Nelter Queiroz tinha assumido o compromisso com o irmão , o ex-prefeito  Júnior Queiroz, que nas eleições deste ano no município de Jucurutu, apoiaria o nome de Iogo Queiroz, em substituição ao atual prefeito, filho de Nelter Querioz , George Queiroz.

 

 

Iago se filiou ao PMDB na esperança de ser o nome da família Queiroz, com apoio de Nelter, Júnior, até Julinho Queiroz, não  deixou cargo público no prazo determinado pela Justiça eleitoral,  na certeza que nome seria de Iago.

Passado os prazos, o deputado Nelter Queiroz, inviabilizando os prováveis concorrentes, agora não abre mão da indicação do filho George candidato a reeleição.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
10:11

A pré-candidata a prefeita Dra Fátima (PT), promoveu, na última quinta-feira, 21, um encontro pluripartidário com presidentes e representantes de nove partidos, 18 pré-candidatos a vereador e o pré-candidato a vice-prefeito Dr. Araújo (PSB).
A reunião teve como objetivo planejar a atuação do grupo nas eleições municipais que se aproximam e debater as alterações da legislação eleitoral vigente, registro de candidaturas, convenções, alianças e campanha eleitoral.
O advogado especialista em Direito Eleitoral, Dr. Tiago Cortez, esteve orientando os presentes na reunião sobre a nova Lei Eleitoral e regras para propaganda na campanha das eleições 2016. O objetivo da palestra foi trazer as informações necessárias para que os pré-candidatos, à época da campanha, façam tudo dentro da legalidade, já que os procedimentos eleitorais estão sob nova legislação.
A reunião também contou com a participação do contador Diógenes Santiago que orientou os presidentes de partidos e os pré-candidatos sobre a Prestação de Contas Eleitorais e o Financiamento de Campanha. 
Ficou definido no encontro que os partidos PSB, PR, PP, PPS, PDT, Solidariedade, PTN e o PMDB irão realizar suas convenções no dia 31 de julho no Clube Municipal e que o PT irá realizar a sua convenção partidária às 17 horas, no Ginásio Poliesportivo “Nogueirão”, na mesma data.
 

 Fonte: Marcos Costa

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
10:02

De acordo com a Decisão, imóveis habitados dentro da área delimitada de propriedade da parte autora, Lêda Maria de Oliveira, devem ser desocupados no prazo de 30 (trinta) dias, sob pena de desocupação forçada.

31971957

Um processo que tramita na Comarca de Florânia/RN há anos está próximo do fim e quem pode pagar a conta são aproximadamente 100 (cem) famílias residentes no Bairro Alto da Candelária na cidade de São Vicente/RN. As partes do processo, compostas pela Sra. Lêda Maria de Oliveira e pelo Sr. Irani  Araújo, ex-prefeito de São Vicente/RN, questionavam a titularidade de uma área urbana situada no Bairro Alto da Candelária, ocupada atualmente por mais de 100 (cem) famílias.

Ocorre que a Sra. Lêda Maria de Oliveira logrou êxito no processo e agora pleiteia a devida reintegração da posse.  De acordo com despacho proferido por Dra. Tânia de Lima Villaça, Juíza de Direito da Comarca de Florânia/RN, nos autos do processo de nº 0100770-86.2013.8.20.0139, publicado no DJE no dia 06/07/2016, deve ser expedido mandado de reintegração de posse em favor da Sra. Lêda Maria de Oliveira, acrescentando que “na hipótese de existência de imóveis habitados por terceiros e que estejam dentro da área delimitada de propriedade da parte autora, estes devem desocupá-los no prazo máximo de 30 (trinta) dias, sob pena de desocupação forçada”.

O mais estranho é que na área atingida pela decisão judicial encontram-se diversas casas financiadas pela Caixa Econômica Federal, além de Conjuntos Habitacionais financiados pelos Programas do Governo Federal. Além disso, muitos moradores igualmente alegam possuir Escrituras Públicas dos imóveis lavradas no Cartório Único de São Vicente/RN.

É oportuno esclarecer aos interessados que o prazo para a desocupação já está correndo, contudo, ninguém foi intimado pessoalmente, motivos que nos leva a crê que a maioria das pessoas sequer tem conhecimento da gravidade da situação.

Fonte Tonny Washington

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
09:55

Por Carlos Alberto

Hoje certamente conhecemos os reais motivos pelos quais a poderosa Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), apoiou com o seu “Pato Amarelo” as manifestações a favor do impeachment da presidenta Dilma. Ou melhor, a favor do golpe. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou nesta quarta-feira (20), que o governo do presidente em exercício, Michel Temer, vai encaminhar até o fim do ano ao Congresso Nacional propostas para a reforma trabalhista e para a regulamentar o processo de terceirização no país. Detalhe: o ministro já fala como se o governo golpista fosse mesmo permanecer, o que espero que não.

Sobre a terceirização, o ministro do Trabalho informou que a proposta do governo contemplará a regulamentação de contratos de “serviço especializado”, mas não deu mais detalhes sobre o assunto. Segundo ele, o governo ouvirá os trabalhadores, os empregadores e especialistas, e buscará uma proposta próxima do “consenso”. Ah, sei, bem entendido!

Questionado por jornalistas se o governo do presidente em exercício, Michel Temer, apoia o projeto que passou na Câmara, que permite que qualquer atividade seja terceirizada, ele não respondeu. Esse projeto aguarda votação do Senado Federal. O ministro disse, entretanto, que pontos do projeto que passou na Câmara dos Deputados poderão ser aproveitados na proposta do governo – mas não esclareceu quais.

Fato é que os maiores interessados numa reforma trabalhista são os empresários. Querem lucrar muito e diminuir custos com encargos sociais. Não à toa a poderosa Fiesp financiou grupos que se manifestavam em favor do golpe. Diz-se até que a cada voto a favor do impeachment na Câmara tinha as digitai$ da federação.

E quem vai pagar o Pato Amarelo, caso o presidente interino Michel Temer permaneça presidente da República?Não, não é pergunta de vestibular e qualquer cidadão saberá responder. O trabalhador óbviamente.

Temer já disse a que veio, só não enxerga que não quer. Fala-se em reforma da aposentadoria, tributária, trabalhista, mas pouco se fala na reforma política, esta sim, se faz urgente. Não uma reforma política como a que se discute eventualmente no Congresso, mas uma reforma política ampla, geral e irrestrita. Mas sabe quando isso vai ocorrer. Nunca caro leitor porque não interessa a classe política .

Só espero que o povo volte as ruas para protestar contra essa esdrúxula reforma trabalhista como vem ocorrendo na França.

A conferir!

 

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
09:32

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, conversa com jornalistas no Salão Verde da Casa, em Brasília

Folha de São Paulo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reconheceu à Folha que decidiu revogar a prorrogação dos trabalhos da CPI do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) e determinar que a apuração seja encerrada na primeira semana de agosto para cumprir um acordo firmado às vésperas de sua eleição para o cargo, em 15 de julho.

Órgão vinculado ao Ministério da Fazenda, o Carf é responsável por julgar autuações aplicadas pela Receita Federal aos contribuintes. A CPI, portanto, focava na atuação de empresas.

O acerto para encerrar as investigações havia sido fechado na presença de Maia pelo então presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), com integrantes de partidos como o DEM, o PSDB e o PSB. Maranhão depois recuou e acabou dando um prazo extra de 60 dias à CPI.

O presidente recém-eleito, entretanto, decidiu manter o que havia sido acordado e publicou ato revogando a prorrogação da CPI e determinando que os últimos 26 dias de trabalho do colegiado fossem dedicados apenas à votação de seu relatório. Seu ato passou a ser alvo de questionamentos.

Integrantes da CPI ligados ao chamado “centrão” –aglomerado de partidos como o PP, PR e PSD– dizem que a CPI deve, ao menos, usar o resto do prazo para tomar depoimentos de personagens já citados na investigação.

O presidente da CPI, Pedro Fernandes (PTB-MA), esteve com Maia na última terça e pediu que ele autorizasse novos depoimentos. Em outra frente, o PSOL tem dito que a Câmara poderá ser acusada de agir para proteger grandes empresários caso Maia mantenha sua decisão.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
09:27

Rogério com Rosalba

O Ministério Público Federal encaminhou ao Congresso Nacional nota técnica em que considera”inconstitucional” proposta de incluir a proposta do deputado  da direita  Rogério Marinho do PSDB- RN no programa Escola Sem Partido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

A proposta prevê a “neutralidade” dos professores, limitando que os docentes exponham sua opinião política, por exemplo, nas salas de aula. Haveria ainda canais de reclamações para que alunos e famílias denunciem professores que estejam em desacordo com o texto.

Segundo a procuradora dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, a iniciativa “subverte” a ordem constitucional   : impede o pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, nega a liberdade de cátedra e a possibilidade ampla de aprendizagem, e contraria a laicidade do Estado, por permitir no espaço público da escola visões morais e religiosas particulares.

Fonte Renato Dantas

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
09:21

O investimento na construção do empreendimento será de R$ 34,6 milhões. O Governo Federal entra com 94% dos recursos

 

O Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) publicou, no  (21), no Diário Oficial do Estado (DOE) e no Diário Oficial da União (DOU), a homologação do certame licitatório e adjudicação à empresa que executará as obras de implantação urbana e edificações de uso institucional e residencial, para reassentamento da comunidade de Barra de Santana, em Jucurutu.

O Consórcio vencedor foi o “Nova Barra de Santana” formado pelas empresas Solo Moveterras Construções e Serviços LTDA e Consbrasil – Construtora Brasil LTDA. A modalidade da licitação foi o RDC presencial, pelo critério de julgamento de maior percentual de desconto ofertado sobre o desconto global. O Número do edital foi o 01/2016.

O investimento na construção do empreendimento será de R$ 34,6 milhões. O Governo Federal entra com 94% dos recursos. O prazo de execução da obra é de 15 meses, contados a partir da ordem de serviço, que será dada pelo Governador Robinson Faria.

Barra de Santana está localizada na zona rural de Jucurutu e será alagada com a construção da Barragem de Oiticica. A Nova comunidade será construída no local conhecido como Alto do Paiol. A empresa vencedora executará a infraestrutura completa da nova comunidade, incluindo terraplenagem, drenagem, pavimentação e acessibilidade.

De acordo com Secretário Mairton França, o projeto urbanístico do novo Distrito, assim como a tipologia das casas e os respectivos prédios públicos e institucionais foram apreciados e aprovados pelos moradores. “Já estamos discutindo o processo de reassentamento de aproximadamente 200 famílias do distrito. Também já foi formada a comissão que ficará responsável pelas avaliações dos imóveis que serão desapropriados” frisa Mairton.

A cargo da empresa também ficará a construção da Escola, Creche, Posto de Saúde, Sede da Associação dos Moradores, Réplica do Templo da Igreja Católica, Centro de Comércio e Serviços, Praça e o Cemitério.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
09:16

De acordo o pré-candidato Robério, a chapa será puro-sangue. “Estamos analisando três ou quatro nomes’

 robério

Uma das grandes novidades fica por conta da ausência de coligações com outras legendas

Por: Agora RN

Representante da esquerda no cenário político nacional e potiguar, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) deverá conhecer – no próximo domingo, 24 – o nome do companheiro de chapa de Robério Paulino, que disputará a Prefeitura Municipal de Natal, nas eleições de outubro.

De acordo o pré-candidato Robério, a chapa será “puro-sangue”. “Estamos analisando três ou quatro nomes e muito provavelmente teremos uma companheira para nos ajudar a compor nossa chapa”, declarou Paulino.

Uma das grandes novidades fica por conta da ausência de coligações com outras legendas. No último pleito, os vereadores Sandro Pimentel e Marcos Antônio vieram na esteira de Amanda Gurgel (PSTU), que acabou tendo a expressiva votação que lhe rendeu mais de 32 mil votos. Já Maurício Gurgel veio somar ao PSOL recentemente durante a chamada janela partidária. Para além dos três representantes do partido na Câmara Municipal de Natal (CMN), o PSOL deverá apresentar mais 37 nomes para o pleito proporcional.

Publicado por: Chico Gregorio


23/07/2016
09:14

Informação foi divulgada pelo Ministério do Planejamento através do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do terceiro bimestre

 timthumb

Receita líquida do governo federal fechará o ano em R$ 1,176 trilhão

O governo resolveu usar R$ 16,5 bilhões de uma reserva disponível no Orçamento para evitar um novo contingenciamento (bloqueio de verbas). A conclusão consta do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do terceiro bimestre, divulgado há pouco pelo Ministério do Planejamento.

Divulgado a cada dois meses, o relatório contém revisões dos parâmetros da economia e das projeções de receitas e de gastos até o fim do ano. Com base nesses dados, a equipe econômica define se são necessários novos cortes nas despesas discricionárias (não obrigatórias).

De acordo com o documento, a receita líquida do governo federal fechará o ano em R$ 1,176 trilhão. O montante é R$ 10,774 bilhões menor que o estimado pelo Planejamento no relatório anterior, divulgado no fim de maio.

Publicado por: Chico Gregorio


22/07/2016
15:37


Por Dinarte Assunção

Uma auditoria do Ministério da Previdência Social, cujo resultado foi encaminhado ao Ministério Público do Rio Grande do Norte, provocou a Procuradoria Geral de Justiça a abrir investigação criminal contra o prefeito de Mossoró, Francisco Silveira Júnior.

A imputação de crime descrita no processo é de apropriação indébita, quando o gestor recolhe a contribuição dos servidores mas não repassa ao fundo previdenciário e também por deixar de repassar a contribuição patronal.

A auditoria dá conta que mais de R$ 20 milhões foram recolhidos, mas não foram repassados à Previ Mossoró. As irregularidades abrangem dois períodos, entre 2012 e 2014.

Ex-prefeitas de Mossoró, Fafá Rosado e Cláudia Regina também são apontadas como responsáveis, mas apenas Silveira Júnior, pelo foro privilegiado, é o investigado no processo que tramita no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

O processo contra o prefeito de Mossoró foi aberto em abril deste ano. Ao desembargador Glauber Rêgo, relator da matéria, o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, solicitou a prorrogação da investigação. Se o PGJ concluir que houve crime, o prefeito de Mossoró será denunciado criminalmente ao Tribunal de Justiça e poderá ainda responder outra ação por improbidade administrativa.

Auditoria

A auditoria sobre as contas previdenciárias de Mossoró abrangeram o período de março de 2012 a agosto de 2014.

Constatou-se, nesse período, que não foram repassados R$ 20.197.789,71. Os valores chegaram a ser parcelados e reparcelados. A última atualização do relatório dava conta de que as dívidas seriam saldadas em 60 parcelas.

A maior parte das irregularidades ocorreram, segundo a auditoria, sob a gestão de Silveira, que assumiu o comando de Mossoró em outubro de 2013, conforme a tabela abaixo:

apropriação indebita

Terceirizados

Nessa semana, o juiz da 4ª Vara do Trabalho de Mossoró, Vladimir Paes de Castro, oficiou a Câmara de Vereadores de Mossoró para que tomasse providências sobre eventual crime de responsabilidade praticado pelo prefeito Silveira Júnior.

Os ilícitos teriam sido praticados no atraso no pagamento de servidores terceirizados, o que gerou um bloqueio de R$ 2,5 milhões nas contas da Prefeitura de Mossoró, determinado pelo magistrado na terça-feira.

A Justiça trabalhista também cita ingerência da prefeitura de Mossoró sobre essas terceirizadas, indicando, inclusive, a existência de servidores que recebiam sem trabalhar.

Outro lado

Como vem fazendo desde que publicou as primeiras reportagens sobre a crise entre o poder público e o funcionalismo público em Mossoró, a reportagem procurou a assessoria de imprensa da prefeitura da cidade.

Até o momento, não houve reposta às demandas solicitadas.

O portalnoar.com ainda procurou as ex-prefeitas Fafá Rosado e Cláudia Regina.

Publicado por: Chico Gregorio


22/07/2016
15:30

Publicado por: Chico Gregorio