24/12/2016
16:53

Praia e rios da Grande Natal tem condições impróprias para banho

Praia da Redinha

Três locais muito procurados por turistas e habitantes da Grande Natal estão impróprios para o banho. São eles a praia da Redinha, na zona Norte da capital, a foz do rio Pirangi, em Nísia Floresta, além do balneário do rio Pium, em Parnamirim. De acordo com estudos do programa Água Azul divulgados nesta sexta-feira (23), nestes pontos foram identificados casos de contaminação por coliformes fecais. Com base nisso, é melhor evitar esses locais para banho neste feriado de Natal (25). Os resultados do boletim são válidos por 7 dias.

O projeto Água Azul é realizado pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA), Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) e Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN).

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
16:40

Voltemos ao passado, um passado não muito distante (1952). Aos nove anos de idade, a menina Cacilda Pereira, dotada de uma grande paixão pelos idosos, gozava de uma grande amizade e prestígio com seu avô, Manoel Basílio, por quem tinha admiração e respeito. Certo dia, ouviu deste ente querido uma frase que marcou sua vida: “A gente que trabalha no campo quando fica velho morre de fome, pois não existe aposentadoria, nem auxílio ao idoso”- Esse senhor, obviamente, queixava-se do sistema de Previdência Social do Brasil. Aquela frase, dura e cruel, para ser ouvida por uma menina de apenas nove anos, marcou profundamente a vida de Cacilda Pereira. Depois deste episódio, ela dizia para si mesma que, “ao crescer” construiria uma enorme casa para abrigar todos os idosos, e nenhum morreria de fome!

  Cacilda Pereira cresceu determinada em cumprir seu desejo, e se sentiu motivada em realizá-lo ao ver seu marido, Afrânio Pereira, ser eleito prefeito de São Tome, em 1982, mais precisamente em 15 de novembro. Naquele ano, o Brasil passou por eleições gerais e, neste sentido, uma grande porta se abriu para “Cacilda” e ela sabia que não podia perder a oportunidade. Enfim, como primeira dama, a luta era iniciada…
  Depois de um esforço enorme, contando com ajuda de vários voluntários, o LAR SÃO CAMILO DE LELIS era fundado no mês de julho de 1984. O prédio, para seu funcionamento, foi uma doação de Dona Aurina Galvão Pereira (mãe de Afrânio Pereira). O ex-deputado e ex-governador, Iberê Ferreira de Souza, teve uma participação decisiva, junto com Lurdinha Guerra, na elaboração de toda documentação e seu trâmite para aprovação junto ao órgão competente do governo federal, onde firmou convênio com o abrigo, pois, ressaltou Cacilda Pereira, não é fácil conseguir, na capital federal, recursos para um abrigo (segundo Cacilda, o valor do convênio é de R$ 1.641,05, pouco mais de hum mil e seiscentos reais. Mas ela informou que, infelizmente, há 4 meses o repasse não é realizado). A prefeitura também faz um importante repasse, firmado através de projeto aprovado pela câmara e sancionado pelo prefeito. Esses dois convênios somados ajudam a garantir o funcionamento do São Camilo de Lelis na atualidade. Mas, voltemos ao passado, quando tudo iniciou. Depois de alguns anos de funcionamento – “esclareceu sua idealizadora” – o prédio, naturalmente, tornou-se pequeno para a demanda do município e Cacilda, mais uma vez, entrou em ação liderando uma grande campanha para ampliá-lo. Essa campanha, ainda na década de 80, intitulada “Doe um Quilo de Algodão”, contou com um grande engajamento popular e angariou recursos suficientes para o seu propósito. Nesta época, “felizmente”, São Tomé ainda vivia os anos áureos do algodão que, “beneficiado pela nossa usina”, gerava emprego aos munícipes e garantia ao município a condição de líder econômico dentro da região. A doação do quilo de algodão foi crucial, pois garantiu a compra de uma casa vizinha e a ampliação pôde ser realizada garantindo a acomodação para mais 15 idosos.
  Hoje, O LAR SÃO CAMILO DE LELIS alberga, cuida e alimenta 30 internos, além dos externos (em torno de 15). O Lar ainda conta com um percentual de 50% das aposentadorias desses idosos, e essa arrecadação é preciosamente necessária para efetuar o pagamento dos funcionários, em número de 16. A casa ainda é pequena para a demanda existente na atualidade, pois a fila de espera gira em torno de 25 idosos. Um ponto positivo, “que enche de orgulho sua idealizadora”, é o fato de gozar de excelente conceito junto à população, principalmente aos idosos que são carinhosamente cuidados naquela casa. Ao ser procurada pelo blog, Cacilda Pereira explicou as atividades da casa e fez rasgados elogios a todos os funcionários, parabenizando-os pelo empenho, pois é extremamente importante a compreensão, interação e harmonia do corpo funcional que ali trabalha para garantir um ambiente tranqüilo e conseqüentemente propício aos albergados. Ela ainda destacou a dedicação do administrador, Jair Gonçalves, que é seu preposto nos períodos em que está ausente.
  As doações de abnegados, como os “Motas de São Paulo do Potengi”, que fornecem toda a água mineral ali consumida, o material de limpeza por Sérgio e Rosângela que gentilmente fazem isso há 14 anos, Hugo, neto de Dona Naíde, que vem fazendo doações, exponencialmente crescentes, quando chega as festas Natalinas, o nosso amigo Carioca, que inúmeras vezes doou cadeiras de rodas e camas hospitalares, Dr. Nilson Roberto Cavalcanti, ex-juiz da comarca de São Tomé, que sempre envia ajudas voluntárias, e até lembrou do ex-vereador Ivan Fonseca que era um frequentador daquela casa e sempre contribuía com o Lar. Outra boa contribuição vem do poder judiciário, pois, as penas impostas por sentenças dos juízes da nossa comarca, são convertidas, algumas vezes, em pagamentos de cestas básicas e outras contribuições para o Lar. Essas ajudas têm representado subsídio importante para manter vivo o Lar São Camilo de Lelis. Ela ainda fez menção ao Padre Pierre, lembrando que há 26 anos ele celebrava uma missa no último sábado de cada mês para os idosos do Lar, nutrindo-os de esperança e alegria.
  Cacilda Pereira ainda informou que no primeiro semestre deste ano, foi eleita uma nova diretoria, onde o vereador, Jean Makson, integrou-se nesta luta e hoje é o vice-presidente. A parlamentar Teresa Cristina da Silva também faz parte da diretoria, como membro do conselho fiscal. O corpo diretor é composto por 12 membros e tem Cacilda Pereira como presidente.
Fonte São Tomé de Cara Limpa.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
12:38

Levantamento feito pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) constatou que 13% das ambulâncias e 46% das motolâncias integrantes da frota das Unidades Móveis de Saúde (Samu) estavam sem condições de funcionamento entre os anos de 2013 e 2015 nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal.
A auditoria do ministério identificou também que houve um prejuízo de R$ 922 mil pela não comprovação da execução dos serviços de manutenção das ambulâncias pagas pelo Ministério da Saúde.
“À época dos exames, foram identificadas falhas nos controles internos administrativos do Ministério da Saúde que resultaram em casos de concessão de incentivos financeiros para habilitação e qualificação de unidades do Samu 192 sem comprovação do atendimento a todos os requisitos expressos na legislação vigente”, diz trecho do relatório.
Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, o Samu tem 185 centrais de Regulação das Urgências, que atendem aproximadamente 2.944 municípios. O serviço é disponibilizado para cerca de 150 milhões de habitantes, o que corresponde a 74,59% da população brasileira.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
12:30

Os preços da gasolina e do diesel vendidos nos postos do Brasil subiram pela terceira semana seguida, após a Petrobras elevar no início do mês os preços nas refinarias, apontou nesta sexta-feira (23), um levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Desde que a estatal anunciou o aumento dos preços, o litro da gasolina subiu R$ 0,10 nas bombas dos postos de combustíveis.

Entre 18 e 24 de dezembro, a média do preço da gasolina na bomba subiu 0,45%, para R$ 3,759 por litro, após ter avançado 1,38% (R$ 3,742) na semana anterior.

Já o preço médio do diesel avançou 0,43%, para R$ 3,038 por litro após avanço de 1,41% na semana anterior.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
12:18

 

monte-faro-de-domayo-antenas-960x623 Reprodução

Entidades criticaram a falta de debate sobre mudanças nas telecomunicações

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, pediu ao Senado Federal que explique a tramitação de projeto que altera a Lei Geral de Telecomunicações no prazo de dez dias. A advogada-geral da União, ministra Grace Maria Fernandes Mendonça, e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foram oficiados da decisão.

Em mensagem postada em uma rede social, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) destacou que a decisão da ministra atendeu a pedido feito por ela e pelo senador Paulo Rocha (PT-PA) para suspender a tramitação do projeto que modifica a Lei Geral das Telecomunicações. A senadora enfatiza que, no despacho, a ministra pede explicações ao Senado pelo rápido andamento do Projeto de Lei da Câmara (PLC), “que seguiria para aprovação sem nenhuma votação em plenário”. “Com a decisão, o Senado Federal tem dez dias para se posicionar a respeito da matéria, que não poderá seguir imediatamente para a sanção do presidente Michel Temer (PMDB)”, destacou a senadora.

Na última quinta-feira (22), os senadores de oposição se reuniram com a presidente do Supremo para pedir urgência no julgamento da ação liminar na qual os parlamentares pretendem suspender a tramitação do projeto que muda a Lei Geral de Telecomunicações. A matéria foi aprovada no dia 6 de dezembro na Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional do Senado. Antes de recorrer ao STF, os parlamentares protocolaram o mesmo recurso na Mesa Diretora do Senado.

De acordo com a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o texto deveria tramitar em pelos menos três comissões que envolvem a matéria e passar por votação no plenário. Para a senadora, o projeto de lei não foi levado ao plenário porque os defensores do texto “tiveram receio do debate para favorecer interesse de alguma empresa”.

Uma das principais alterações na Lei Geral de Telecomunicações é a que permite a adaptação da modalidade de outorga do serviço de telefonia fixa de concessão para autorização, mediante solicitação da concessionária. Segundo a proposta aprovada, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai deliberar sobre o pedido mediante o cumprimento de requisitos específicos, como a garantia da prestação de serviço em áreas sem concorrência e a continuidade dos contratos já assumidos.

Entidades criticaram a falta de debate sobre mudanças nas telecomunicações. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a Associação Brasileira de Procons e outras 18 organizações civis assinaram uma nota de repúdio contra o ato da Mesa Diretora do Senado Federal que rejeitou recursos parlamentares que pediam a análise em plenário do projeto de lei. As organizações alegam que o projeto não foi discutido democraticamente no Senado e que manobras regimentais violaram direitos.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
12:12

O blog  do Chico Gregório,  deseja a todos os  nosso leitores um ótimo Natal !

 

Resultado de imagem para mensagem de natal para  leitores do blog

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
11:55

Reprodução

O prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro, mesmo tendo sido derrotado nas últimas eleições, vai deixar uma marca em sua  administração, deixar as equipes do programa saúde  da família todas com veículo .

Já se encontra a disposição da população apodiense a nova frota de veículos Zero Km que servirão as UBS e PSF da saúde do município do Apodi que foi adquirida pela prefeitura do Apodi/secretaria de saúde.

Cada unidade de saúde terá a seu Veiculo. Todos carimbados, rotulados, registrados com os nomes das respectivas Unidades de saúde.

Com nove Unidades de saúde hoje em funcionamento pelo município, um carro para cada uma é muito salutar.

Grande investimento, economia em locação para os cofres públicos. Retorno financeiro para o município.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
11:09

 
A ex-presidenta Dilma Rousseff esteve em Buenos Aires, na Argentina, nessa quinta-feira (22), onde foi homenageada com o título de Doutora Honoris Causa concedido pela Universidade Metropolitana para a Educação e o Trabalho (UMET).
Sob muitos aplausos, bandeiras e cartaz com dizeres como “#VoltaQuerida”, Dilma foi recebida calorosamente por militantes e organizações sociais. Ela falou sobre justiça social, democracia e luta das mulheres na América Latina.
Em discurso, a ex-presidenta ressaltou o importante papel dos governos do PT com Lula e ela, onde promoveram uma maior integração e cooperação entre as nações do continente. “Os países da América Latina passaram a ser prioridade de nossas relações durante os nossos governos”, ressaltou Dilma.
Sobre a atual situação do Brasil, especialmente após as delações premiadas da Odebrecht, e a possibilidade de uma eleição indireta no Brasil, caso o presidente Michel Temer renuncie ou seja cassado, Dilma classificou a situação como sendo um golpe dentro do golpe.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
10:58

Resultado de imagem para prefeito george queiroz
O prefeito de Jucurutu , George Queiroz, que tentou a reeleição, sendo derrotado por Valdir  Medeiros, o Valdir da ambulância,  segundo se comenta nos  bastidores, será premiado  com cargo no governo Robson Faria, trabalho nesse sentido vem sendo feito pelo deputado Nelter Queiroz,  seu pai, com apoio de outros parlamentares, junto ao governador.
Segundo se comenta, esse cargo seria a Secretária Estadual de Esporte  e do Lazer, cargo hoje ocupado por Francisco Canindé de França, uma indicação do PCdoB, que não teria força para segurar seu aliado no cargo.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
10:25

por Tiago Dantas

Licitações do metrô de São Paulo são alvo de investigações por suspeita de cartel – Divulgação

SÃO PAULO — Investigado há três anos, o esquema de formação de cartel em contratos de trem e metrô do governo do estado de São Paulo não levou ninguém para a prisão até agora. O Ministério Público denunciou cerca de 30 pessoas, entre empresários, lobistas e ex-funcionários das estatais paulistas que cuidam do transporte sobre trilhos em oito processos diferentes. Já as ações que investigam a participação de políticos no esquema não provocaram a acusação formal de nenhuma pessoa.

Em 2017, o cartel ainda deve render pelo menos mais uma ação na Justiça Estadual e outra na Justiça Federal, segundo investigadores ouvidos pelo GLOBO. Responsável por parte dos processos, o promotor Marcelo Mendroni, do Grupo de Atuação Especial de Repressão a Formação de Cartel e Lavagem de Dinheiro (Gedec), culpa medidas protelatórias de advogados dos acusados e a ausência de uma vara especializada em crimes financeiros pelo atraso no andamento dos casos.

Na Operação Lava-Jato, que apura a formação de cartel de empresas na Petrobras, dois anos foram tempo suficiente para o doleiro Alberto Youssef ser condenado, cumprir pena e progredir para o regime aberto. Em três anos, os processos são analisados até pela segunda instância. Ao contrário do que acontece em São Paulo, onde um único promotor investiga todos os casos do cartel, na Lava-Jato há uma força-tarefa de policiais e procuradores, além de um juiz especializado.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
10:11

O jogo sujo dos bacharéis do Instituto Lula consolidou a certeza de que falta alguém em Curitiba

Augusto Nunes, VEJA.com

Os advogados de Lula destacados para combater a Lava Jato na frente curitibana são capazes de ver com nitidez assombros inacessíveis ao olhar dos seres normais. Eles conseguem enxergar, por exemplo, a luz da compaixão na face oculta de um degolador do Estado Islâmico. Ou traços de doçura e tolerância na alma de um black-bloc. Ou, ainda, a marca da clemência no coração de um estuprador compulsivo. Em contrapartida, não conseguem enxergar os limites da desfaçatez, nem a linha divisória onde acaba a veemência e começa a boçalidade. É natural que gente assim imagine que o direito de ampla defesa inclui a licença para mentir.

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
10:02

Rafaela Felicciano/Metrópoles Hoje  dia 24/12, o presidente da República Michel Temer vai fazer um pronunciamento em cadeia rede nacional de rádio e televisão. A mensagem foi gravada esta semana e irá ao ar por volta das 20h30. A informação é da assessoria da Presidência.

O conteúdo exato do pronunciamento não foi divulgado pelo Palácio do Planalto, mas o presidente deverá apresentar planos gerais para 2017 e abordar as medidas que o governo está adotando para tentar resolver a crise econômica.

O objetivo do Planalto é evitar focar nos baixo desempenho da economia e na queda dos indicadores econômicos e tentar transmitir uma mensagem de otimismo. Esta é a segunda vez que Temer aparece em cadeia nacional. A primeira vez foi em 31 de agosto, dia do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.

Na última quinta-feira (22/12), Temer embarcou para São Paulo, onde passará o Natal com a família em sua residência particular. Ele viajou após o anúncio de mudanças na legislação trabalhista. Temer deverá ficar na capital paulista até a manhã da próxima segunda-feira (26/12), quando voltará para Brasília.

Ainda sem agenda divulgada, o presidente passará a semana na capital federal, de onde sairá para o Rio de Janeiro. Temer passará o réveillon com a primeira-dama, Marcela Temer, e o filho do casal, Michelzinho, na Restinga de Marambaia, no Rio de Janeiro, onde fica o Centro de Adestramento da Ilha da Marambaia (CADIM), base da Marinha.

Por  Agência Brasil

:)

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
09:53

romero_4

Através de nota, o prefeito Romero Rodrigues lamentou, na manhã desta sexta-feira, 23, a divulgação de um áudio pelo cantor Genival Lacerda, cobrando publicamente o pagamento do cachê por apresentação no Maior São João do Mundo 2016. Reafirmando profundo respeito pelo artista, Romero deixou claro que questões de ordem burocrática involuntárias e a necessidade de se adotar providências no estrito limite da lei, terminaram por impor uma situação desgastante na tramitação e quitação do débito.

Segundo a Secretaria de Finanças, houve determinação do prefeito para que, tão logo se cumpra a tramitação de empenho, nesta sexta-feira, o pagamento seja efetuado, de forma ágil a acobertada pela legalidade. O secretário Joab Pacheco acredita que isso ocorra ainda na tarde de hoje.

De acordo com o prefeito, originalmente, o pagamento do cachê a Genival Lacerda e outros artistas seria feito pela empresa Aliança, de Recife, responsável pela captação de patrocínios para o Maior São João do Mundo. Como a Aliança alegou não ter condições de quitar o pagamento, a Prefeitura tentou encontrar uma forma legal para resolver o problema, já que o contrato não foi firmado com o poder público municipal, havendo portanto sérios riscos em relação à prestação de contas. “E, por mais carinho e respeito que eu tenha a Genival, só autorizo pagamentos dentro da total legalidade processual e respeitando os trâmites básicos”, destacou Romero.

Só nesta quarta-feira, 21, houve a emissão do parecer da PGM favorável ao pagamento do cachê por parte da Prefeitura, que passa a assumir o débito inicialmente de responsabilidade da Aliança. O parecer poderá ser referência também para liquidar outras situações similares.

Fonte: Paraíba Já

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
09:46

 Por:

General Intervenção Militar Brasil

O general da reserva Rômulo Bini Pereira, ex-chefe do Estado Maior do ministério da Defesa, admitiu a intervenção militar como saída para a crise política que envolve os três Poderes da Republica.

Em artigo publicado na última quinta-feira (15) no jornal O Estado de S. Paulo, o militar escreve: “Se o clamor popular alcançar relevância, as Forças Armadas poderão ser chamadas a intervir, inclusive em defesa do Estado e das instituições”.

Um dos mais influentes militares das gerações que atuaram durante a ditadura militar, o general faz uma análise da situação política brasileira, critica o Congresso Nacional e até o governo. Segundo ele, a elite política empurra o Brasil para o brejo.

Sob o título de “Alertar é Preciso 2”, o artigo do general diz que as Forças Armadas serão a “última trincheira defensiva desta temível e indesejável ida para o brejo”. E conclui: “Não é apologia ou invencionice. Por isso, repito: alertar é preciso”.

No longo artigo, o general faz uma análise da situação política no Brasil e no Mundo. Critica o Congresso por ter acrescentado punições ao Judiciário entra as medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público.

Sem citar o nome, lembra que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é réu por peculato e afrontou uma decisão de um ministro do Supremo que determinou seu afastamento do cargo, por estar na linha sucessória presidencial. Também citou “um grande número de parlamentares envolvidos em processos judiciais”.

Sobre o Judiciário, o general diz que a sociedade ainda confia nos juízes de primeira instância, mas coloca em dúvida a atuação dos tribunais superiores.

“Nas instâncias superiores o quadro é diferente”, escreveu. Aproveitou para criticar o foro privilegiado, direito das autoridades de serem julgadas exclusivamente pelo STF – o que, segundo ele, acarreta sobrecarga e morosidade nos processos julgados pelo Supremo. Diz que o Judiciário está contaminado pela política partidária.

General Bini considera ainda que o país enfrenta uma “desgraça sem precedentes” e tenta profetizar: “É nesse cenário de ‘desgraças’ que as instituições maiores e seus integrantes deverão ter a noção, a consciência e a sensibilidade de que o país poderá ingressar numa situação de ingovernabilidade, que não atenderá mais aos anseios e às expectativas da sociedade, tornando inexequível o regime democrático vigente”. E insinua: “É um caso, portanto, a se pensar”.

Apologia é ‘ilegal’

Para o psiquiatra Paulo Sampaio, presidente do Grupo Tortura Nunca Mais — organização que defende os direitos humanos formada por ex-guerrilheiros que lutaram contra o regime militar e por familiares e amigos dos mortos, desaparecidos e torturados políticos durante o período –, os artigos do General são um desrespeito aos que participaram dessa resistência.

“Acho um absurdo a imprensa que já auxiliou na época da ditadura voltar a fazer isso sem o menor sentimento de pudor, sem respeitar a dor dos outros. Muitos morreram, muitos foram torturados. É como se nós não fossemos gente, todas as mulheres que foram presas, torturadas e abusadas. A direita nunca aceitou a tentativa de retorno à democracia”, denunciou.

Na opinião do advogado Lúcio França, o simples posicionamento de um militar por uma nova intervenção é ilegal. “Isso é totalmente inconstitucional, é um golpe. Eles não podem defender a intervenção militar em um Estado Democrático de Direito, porque estariam repetindo o que foi feito em 1964”, disse

Publicado por: Chico Gregorio


24/12/2016
09:42

lulaO PT pretende lançar a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República ainda no primeiro semestre do ano que vem, entre fevereiro e abril. A estratégia tem dois objetivos. O primeiro é aproveitar politicamente a baixa popularidade do governo Michel Temer. O segundo é reforçar a defesa jurídica de Lula, réu em cinco processos penais, quatro deles provenientes da Operação Lava Jato e seus desdobramentos.

A informação foi confirmada reservadamente por integrantes da direção petista e também do Instituto Lula.

O PT defende formalmente a antecipação da eleição presidencial em caso de cassação da chapa Dilma Rousseff-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Parte dos líderes petistas defende que Lula seja lançado candidato logo no começo do ano, em fevereiro, para se antecipar a possíveis condenações na Justiça que possam barrar sua candidatura ou até levar o ex-presidente à prisão em 2017.

A pré-candidatura de Lula reforçaria o discurso do PT, que acusa a Lava Jato de querer criminalizar as ações de seu líder máximo e do partido. Segundo os defensores da ideia, ao se colocar publicamente como candidato, o ex-presidente poderá se blindar parcialmente da força-tarefa em Curitiba. Conforme esse raciocínio, com a pré-candidatura na rua seria mais fácil difundir a tese de que está em curso uma tentativa de interditar judicialmente a possibilidade de Lula disputar um terceiro mandato no Planalto. O bom desempenho do petista nas pesquisas de opinião reforça a estratégia.

Publicado por: Chico Gregorio