22/12/2015
17:01

Como dizia o pensador Bertolt Brecht nada deve parecer impossível de mudar. Sempre agi e penso assim. Porém, pra mudar e vencer é preciso lutar e não se render ao sono, ao silêncio e ao medo. Foi assim a luta para quebrar a lógica que alimentava certos agentes  políticos que faziam da Fundação Carlindo Dantas-hospital do Seridó mais que uma casa de saúde, um espaço de reprodução de poder e troca de favores, transformando um direito em moeda eleitoral. Foi preciso luta, indignação e pressão popular das entidades, do conselho municipal de saúde, movimentos sociais e das mulheres, para reverter essa prática danosa a dignidade das crianças e mulheres gestantes de Caicó e região Seridó.

Diante dos fatos e vozes das ruas o ministério publico e a justiça federal não ficou indiferente e decretou em agosto/15 o processo de intervenção na Fundação Hospitalar Carlindo Dantas, mantenedora do Hospital do Seridó e instituiu uma junta interventora para cumprir as determinações da justiça. Diante da correta, sabia e justa manifestação do Ministério Público Estadual-CAOPS SAÚDE, através da promotora Iara Pinheiro, a juíza titular da 9ª Vara Federal, Sophia Nóbrega Câmara Lima, prorrogou por mais 120 dias o processo de intervenção.

Esse fato certamente enche de energia, disposição e unidade na luta de todos aqueles e aquelas que lutam em defesa dos direitos, da justiça e da oportunidade de termos no Seridó UM HOSPITAL DE REFERENCIA REGIONAL materno-infantil para atendimento das gestantes, prestando assistência médico-hospitalar, através de um hospital público estruturado com UTI Neonatal e quadro de pessoal e profissional qualificados, sem politicagem e a serviço de uma saúde pública descente para atender com dignidade as mulheres e crianças de toda a região Seridó.  Isso não é sonho. É uma necessidade e um direito das mulheres e um dever dos governantes.

José Procópio de Lucena
Membro do CMS/Caicó

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
16:49

ilhaO segundo maior espaço de lazer do RN, construído em Caicó no governo  Lula  em

convênio com governo do Estado, desde que foi concluída, apesar de toda aceitação

por parte da população, dos visitantes e turista, onde grandes eventos foram realizados,

como festa de Sant”Ana e Carnaval, ao que parece, não conseguiu sensibilizar os prefeitos

do município. Na época do ex prefeito Bibi Costa, só havia interesse por ocasião dos grandes eventos, após ficava

o abandono,  agora não esta´sendo diferente, o atual prefeito vem exigindo que estado do RN, banque financeiramente a manutenção da Ilha,   que de fato e de direito, deve ser administrada pelo município de Caicó.

Uma indagação, qual o município de Brasil, que não gostaria de ser contemplado com um obra dessa grandeza,

mesmo com a responsabilidade de manter após sua construção com recursos federais?

 

 

 

 

 

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
16:22

O Datafolha de dezembro tirou o sonho de muitos da oposição. Se a intenção era ganhar tempo para Dilma perder mais popularidade e nas ruas aumentar os gritos de “Fora Dilma”. A oposição já sentiu que nada saiu como eles pensavam.

O povo que foi as ruas para defender a democracia foi bem maior que os manifestantes chamados de coxinhas e o Datafolha mostrou uma impressionante recuperação de Dilma. Impressionante porque Dilma cresceu justamente com a abertura de impeachment e isso contrária qualquer lógica. Ninguém imaginava que isso pudesse acontecer.

A pesquisa Datafolha realizada nos dias 16 e 17 de dezembro e divulgada pela “Folha de São Paulo” apresenta bons sinais de recuperação da imagem da presidente Dilma Rousseff (PT).

Dilma deve Renunciar?

Sim:   56%
Não:   41%

Antes do pedido de impeachment ser aceito, o Datafolha perguntou se as pessoas defendiam a abertura do processo de impeachment e agora com ele aceito, o Datafolha perguntou se as pessoas apoiavam. Veja como o resultado mudou favorável a Dilma.

65% queria a abertura do impeachment e hoje apenas 60% quer o impeachment
30% não queria a abertura do impeachment e hoje 34% não quer o impeachment
5% não tinha certeza e hoje 6% já não tem certeza
Dilma ganhou o apoio de 5% em apenas 21 dias

O Datafolha investigou ainda a aprovação do Congresso e a opinião dos brasileiros em relação à possibilidade de cassação de Eduardo Cunha. Nesses dois casos, não há alteração relevante em relação à pesquisa anterior.

O Congresso continua sendo avaliado como ótimo ou bom por apenas 8%.

A torcida pela cassação de Eduardo Cunha passou de 81% para 82%.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
16:11

Em entrevista ao Cidade Alerta (Rural AM) nesta terça-feira (22), o prefeito de Caicó, Roberto Germano revelou ainda não ter garantias de que pagará em dia, o pagamento dos servidores relativos ao mês de dezembro. Ele aguarda a entrada de outros recursos nas contas do Município. Também não descarta dividir por partes o pagamento deste mês.

No último dia 10 de dezembro foi creditado o 1° decênio de dezembro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A cota foi de R$ 2,616 bilhões, enquanto que no mesmo período do ano anterior o decêndio foi de R$ 3,794 bilhões. Em termos reais, o valor apresenta teve uma queda de 31%,5. Neste mês, os municípios receberam uma cota adicional de 1%, no entanto, o acréscimo não resolve os problemas financeiros das prefeituras que enfrentam o pior ano em arrecadação.

O total dos repasses ainda é insuficiente para solucionar a crise econômica das cidades. O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Francisco José Junior, esclarece que durante este ano foi registrado baixas na arrecadação em quase todos os meses. “Passamos o ano inteiro sofrendo com sucessivas reduções nos recursos. Quase todas as prefeituras cortaram despesas para melhorar o quadro financeiro, no entanto, chegamos a um ponto crítico, em que, honrar com os compromissos está complicado para algumas prefeituras”, explica.

*Com informações de Marcos Dantas

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
16:09

Por Karine Melo – Agência Brasil / Natal, RN

A presidenta Dilma Rousseff voltou a comentar hoje (22) sobre o processo de impeachment contra ela. Dilma destacou que a Constituição Federal é clara ao prever o impeachment em caso de crime de responsabilidade do chefe de Estado. “Não há fundamento legal porque eu tenho uma vida ilibada. No meu passado e no meu presente, não há nenhuma acusação fundada contra mim”, disse durante a entrega da Estação Pirajá e do trecho Bom Juá-Pirajá, do Sistema Metroviário de Salvador (BA).

Dilma também criticou os adversários políticos. “Não gostar do presidente, querer encurtar o tempo para chegar a ser presidente e perder eleições sistematicamente não são alegações previstas na Constituição”, afirmou. A presidenta voltou a dizer que os defensores do impeachment trabalham com a tese do “quanto pior, melhor”. “É pior para o povo brasileiro e melhor para uns poucos. O que nós temos de garantir é que o Brasil volte a crescer, a gerar empregos e isso nós somos capazes de fazer”. Ainda na capital baiana, Dilma fez um apelo para que os parlamentares diretamente envolvidos no processo de impeachment coloquem os “interesses do Brasil” acima de “interesses partidários”.

Mais cedo em conversa com jornalistas no Palácio do Planalto, o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse acreditar que, na volta do recesso parlamentar, em fevereiro, o governo terá votos suficientes para arquivar o pedido ainda na Câmara dos Deputados, já que, segundo ele, não houve crime de responsabilidade.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
16:06

Agora RN.

Com a alta do dólar, brasileiros e potiguares estão priorizando as viagens internas. De acordo com dados do presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio Grande do Norte (ABAV/RN), Abdon Gosson, a maioria das viagens são programadas e compradas com antecedência. “O natalense já se acostumou a se programar e muitos irão viajar dentro do Brasil, bem como para viagens internacionais”, comenta.

Segundo Abdon, os destinos mais procurados no Brasil ficam por conta da região Nordeste. “O Nordeste e a nossa cidade está como uma das mais procuradas. Além de Natal, observamos Pipa, Fernando de Noronha, e Rio de Janeiro”, computa.

Para que preferiu optar por destinos mais longínquos, os lugares mais procurados para o turismo internacional são: Miami e Nova York, Lisboa e Paris, Buenos Aires, Santiago, Bogotá e Cartagena.

“As estações de esqui nos EUA e Europa também são boas opções. No Brasil os mais acessíveis são os destinos onde as pessoas se programaram com mais antecedência para comprar, mesmo assim, Natal estava entre os mais baratos do Nordeste. Estados Unidos estava muito barato, porque as passagens aéreas chegaram a ter descontos de até 80%, depois vem os países da América do Sul e Europa”, explica o presidente da ABAV-RN, Abdon Gosson.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
08:39

Em um acordo fechado na Justiça, a Alstom aceitou pagar uma indenização de cerca de R$ 60 milhões para se livrar de um processo em que é acusada de pagar propina para conquistar um contrato de fornecimento de duas subestações de energia, em 1998, para uma empresa do governo de São Paulo, na gestão do tucano Mário Covas.

O acordo não contempla os processos sobre o Metrô, a CPTM e as acusações de que a multinacional francesa fez parte de um cartel que agia em licitações de compra de trens. Em todos esses casos, há suspeitas de que integrantes do PSDB tenham sido beneficiados por suborno.

No acordo, a empresa não reconhece culpa no processo instaurado em 2008. Nas primeiras negociações, promotores haviam pedido R$ 80 milhões, mas a Alstom refutou.

O valor da indenização foi calculado a partir do suborno pago pela Alstom, que correspondeu a 17% do valor do contrato, segundo documento interno da própria multinacional, revelado pela Folha em janeiro de 2014. Os promotores trabalhavam com a informação de que a propina havia sido de 15%.

Também entrou no cálculo da indenização uma espécie de multa de 10%, para cobrir o que a lei chama de danos morais coletivos. Como o valor do contrato foi de cerca de R$ 317 milhões, em valores atualizados, a Alstom pagará cerca de R$ 55 milhões pelo suborno e perto de R$ 5 milhões a título de danos morais.

Continua como réu na ação o mais importante auxiliar de Mário Covas à época, Robson Marinho, um dos fundadores do PSDB. Chefe da Casa Civil de Covas entre 1995 e 1997, as iniciais do seu nome (RM) foram citadas em documento interno da Alstom, escrito em francês, sobre a distribuição da propina.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
08:31

galoTendo em vista a crise financeira e hídrica enfrentada por nosso região, especialmente em Caicó,

o vereador Lobão junto com toda Diretoria do clube, decidiram pela não participação no estadual.

Não participando da competição, automaticamente o clube será rebaixado para a segunda divisão

do campeonato da categoria.

Decisão acertada da diretoria do clube, com a maior seca enfrentada por nossa região, crise financeira da

prefeitura de Caicó, onde serviços essenciais não vem sendo oferecidos, falar me futebol e Carnaval, considero

um desrespeito ao nosso irmãos dos bairros e zona rural que sofre com os efeitos da seca.

Cabe agora , aos órgãos competente uma reavaliação sobre o Carnaval de Caicó, que mesmo sendo importante

para nossa economia, mas , muito mais importante, somos nós, que moramos e vivemos o ano todo em Caicó, injetamos diariamente nossos rendimentos na  mercado local.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
08:16

Hospital não está recebendo repasses do município (Foto: Ana Amaral)
Hospital não está recebendo  (Foto: Ana Amaral)

Em dificuldades por falta de repasses da Prefeitura do Natal, o Hospital Memorial poderá ter o atendimento a pacientes do SUS, através de convênio suspenso. A situação já havia sido denunciada pelo diretor da unidade, Ricardo Gomes, em outubro, ocasião em que relatou atraso de quatro meses. Agora, segundo ele, a situação voltou a se repetir e a dívida ultrapassa a marca de R$ 7 milhões.

De acordo com o diretor do hospital, os repasses em atraso são relativos aos meses de setembro, outubro e novembro, podendo se estender até o mês de fevereiro, visto que o orçamento do município só voltará a ser aberto em março de 2016.

Gomes afirma que o estado também está em atraso com os repasses, porém a situação mais grave é referente à parcela do município, cujo valor total é de R$ 6,3 milhões.

Ele explica que a situação tem se repetido e que, ao longo de 2015, os atrasos foram constantes. No mês de agosto, por exemplo, a dívida somava mais de R$ 1 milhão. Com o novo atraso ele diz que a situação está insustentável.

Por Saulo de Castro.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
08:13

Por Allan Darlyson. A lista de recomendações dos procuradores para que o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) volte ao limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) foi entregue ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e à Associação do MPRN (Amparn). As entidades ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

O documento, ao qual o portalnoar.com teve acesso, também foi enviado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e à Associação do MPRN (Ampern) e prevê o corte de várias regalias das quais gozam os representantes da instituição. Uma reunião extraordinária do Colegiado de Procuradores para o próximo dia 29 foi convocada para discutir o fato de o MP ter chegado ao limite da LRF.

Segundo o colegiado de procuradores, o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, concedeu aumentos injustificáveis quando o MPRN já excedia os 95% de gastos com pessoal, “extrapolando a excepcionalidade” prevista em Lei.

Expondo as regalias salariais pagas no âmbito do MPRN em formas de gratificações e representações, os procuradores pedem que o procurador-geral de Justiça reveja suas decisões e adotem as medidas colocadas por eles, para que a instituição volte a operar dentro da legalidade, no que diz respeito à utilização do dinheiro público oriundo dos impostos dos potiguares.

A maior gratificação é do procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, que recebeu dos cofres públicos a quantia de R$ 50.050,00 somente no “prêmio” acrescido sobre seu salário. “Em situação de desiquilíbrio orçamentário, ainda que temporariamente, os primeiros a dar exemplo devem ser os integrantes da administração superior”, justifica o colegiado de procuradores.

Os procuradores propuseram, no documento, como segunda medida em prol das finanças do órgão, a extinção do pagamento da representação ao chefe de gabinete de Rinaldo reis, que recebeu, só em 2015, R$ 40.755,00, em gratificação mensal de R$ 3.135,00. Para os detentores de funções estratégicas, o colégio sugeriu a redução das gratificações aos valores pagos em 2014. O MPRN pagou neste ano R$ 33.522,32 somente para 13 dos cargos gratificados nesta posição.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
06:32

Roberto Stuckert Filho/PR Em agosto, Dilma inaugurou a primeira estação de bombeamento do eino norte, em Cabrobó | Roberto Stuckert  

A presidente Dilma Rousseff estará em Floresta, no sertão pernambucano, nesta terça-feira (22), para a inauguração da segunda estação de bombeamento do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Na ocasião, será acionada uma motobomba que permitirá o impulsionamento da água de um terreno mais baixo para outro mais alto.

Com o funcionamento da estrutura, a água do Rio São Francisco avançará até o reservatório Mandantes, o terceiro do Eixo Leste, percorrendo 32,4 quilômetros.

Em agosto, ela esteve em Cabrobó, também no sertão, para a inauguração da primeira estação de bombeamento do eixo norte. Na ocasião, ela ressaltou a importância de garantir a segurança hídrica para a região. “Conviver com a seca é saber que mais cedo ou mais tarde ela chega. Mas quando chegar, ela não nos pega sem proteção. Vamos ser capazes de, quando a seca vier, manter a vida praticamente normal. Esse é o nosso objetivo”, disse.

Obra – O Projeto de Integração do Rio São Francisco vai garantir segurança hídrica de 12 milhões de pessoas em 390 municípios espalhados pelos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Foram 9.980 empregos gerados e mais de três mil equipamentos estão em operação.

O projeto é composto por 477 quilômetros de extensão, organizados em dois eixos de transferência de água: Norte, com 260 quilômetros, e o Leste, com 217. Serão nove estações, 27 reservatórios, quatro túneis e 14 aquedutos.

A previsão do final das obras é entre dezembro de 2016 e início de 2017.De acordo com o Ministério de Integração Nacional, já foram concluídos 81,8% do total. Em setembro, o secretário de Infraestrutura Hídrica do MIN, Osvaldo Garcia, garantiu o cumprimento do prazo.

Agenda pelo Nordeste – Além de Pernambuco, a presidente também cumprirá agenda na Bahia. Em Salvador, ela participará da inauguração de um novo trecho do metrô. Já em Camaçari, a cerca de 40 km da capital baiana, ela entregará residências do programa Minha Casa Minha Vida.

Publicado por: Chico Gregorio


22/12/2015
06:17

O vereador Alexandre Cavalcanti (PMDB) criticou as pré-candidaturas ventiladas pelo grupo do prefeito Jaime Calado (PR). Na visão do parlamentar sãogonçalense, os nomes apresentados até o momento são de “forasteiros” e não empolgam o eleitorado do município. “Vemos essas pré-candidaturas com certa apreensão. Não há nenhum nome ligado a São Gonçalo do Amarante”, atesta o vereador.

O vereador Alexandre se refere a nomes como Roberto Linhares, superintendente da Caixa Econômica no RN, Paulo Emídio de Medeiros, secretário de habitação e ex-prefeito de Serra Negra, João Batista Rangel, secretário de finanças, que é de Caicó e Hélio Duarte, secretário de meio-ambiente que, segundo o vereador, também não é de São Gonçalo do Amarante. “Por discordar dessa política foi que o PMDB se afastou”, destaca o vereador.

Questionado sobre a gestão do atual prefeito Jaime Calado, o vereador comenta que fez um pronunciamento durante o último dia de sessão na Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante, ocasião em que fez uma breve comparação entre os dois mandatos os de Poti Júnior e os dois mandatos de Calado.

“Dizem que Jaime é um prefeito apontado como um ótimo gestor, mas fiz questão de desmascarar essa ideia num pronunciamento. O que São Gonçalo tem são obras federais como o Minha Casa Minha Vida, o IFRN e o próprio aeroporto, que é uma iniciativa privada. O prefeito é um médico sanitarista que nunca realizou uma obra de saneamento básico sequer. Calçamento de rua foram umas 40, 50 rua. Poti Júnior quando assumiu calçou mais de 130 ruas. Se analisarmos o esporte, Poti espalhou quadras esportivas na sede e em vários distritos”, comenta o vereador.

Agora RN

Publicado por: Chico Gregorio


21/12/2015
17:02

Faculdade Fal-Estácio e Mater Christi foram mal avaliadas pelo MEC e podem ser penalizadas.

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (21) sua mais recente avaliação acerca de 2.042 instituições de ensino superior do Brasil. Dessas, 324 foram consideradas insatisfatórias, sendo duas do Rio Grande do Norte. A Faculdade de Ciências e Tecnologia Mater Christi e Faculdade Estácio de Natal (Fal-Estácio) foram mal avaliadas.

Segundo a revista Exame, para ser reprovada, uma instituição precisa ficar abaixo da faixa 2 do Índice Geral de Cursos (IGC) que vai de 1 a 5 e é o indicador oficial de qualidade do ensino superior no país.

Calculado anualmente, o IGC é feito com base na média ponderada dos Conceitos Preliminares de Curso (que levam em conta o rendimento dos alunos no ENADE, a infraestrutura da instituição e a qualidade do corpo docente).

O índice considera o CPC dos cursos avaliados no ano do cálculo e nos dois anos anteriores. Notas 1 e 2 são insuficientes para a avaliação e o mau desempenho acarreta em punições por parte do MEC. Uma das penalizações possíveis, por exemplo, é a proibição de novos vestibulares até que as instituições apontem soluções para melhora do desempenho.

Aqui no Rio Grande do Norte, nenhuma das universidades ou centros universitários obteve desempenho abaixo do esperado, no entanto, as faculdades já citadas no começo da matéria tiveram IGC baixo e podem ser penalizadas pelo MEC.

A Fal-Estácio apresentou um IGC contínuo de 1,942 e 2 de faixa. Já a Mater Christi ficou com 1,711 e 2, respectivamente.

Portal Nominuto.

Publicado por: Chico Gregorio


21/12/2015
16:49

Por Allan Darlyson

Procuradores apontam que Rinaldo Reis extrapolou no aumento de despesas com pagamento de gratificações (Foto: Wellington Rocha/PorrtalNoAr)
Procuradores apontam que Rinaldo Reis extrapolou no aumento de despesas com pagamento de gratificações (Foto: Wellington Rocha/PorrtalNoAr)

A reunião do Colégio de Procuradores convocada para o próximo dia 29 de dezembro, com o intuito de discutir o fato de o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ter atingido o limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), foi motivada por um documento elaborado pelos procuradores, no qual recomendam 10 medidas a serem adotadas para que o órgão volte à situação regular.

O documento, ao qual o portalnoar.com teve acesso, também foi enviado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e à Associação do MPRN (Ampern) e prevê o corte de várias regalias das quais gozam os representantes da instituição.  Segundo o colegiado de procuradores, o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, concedeu aumentos injustificáveis quando o MPRN já excedia os 95% de gastos com pessoal, “extrapolando a excepcionalidade” prevista em Lei.

Expondo as regalias salariais pagas no âmbito do MPRN em formas de gratificações e representações, os procuradores pedem que o procurador-geral de Justiça reveja suas decisões e adotem as medidas colocadas por eles, para que a instituição volte a operar dentro da legalidade, no que diz respeito à utilização do dinheiro público oriundo dos impostos dos potiguares.

A primeira medida sugerida pelo colegiado é o corte das gratificações de função pagas aos procuradores e promotores que possuem cargos administrativos. Elas somaram R$ 378.342,25 somente no ano de 2015. A maior gratificação é do procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, que recebeu dos cofres públicos a quantia de R$ 50.050,00 somente no “prêmio” acrescido sobre seu salário. “Em situação de desiquilíbrio orçamentário, ainda que temporariamente, os primeiros a dar exemplo devem ser os integrantes da administração superior”, justifica o colegiado de procuradores.

Os procuradores propuseram, no documento, como segunda medida em prol das finanças do órgão, a extinção do pagamento da representação ao chefe de gabinete de Rinaldo reis, que recebeu, só em 2015, R$ 40.755,00, em gratificação mensal de R$ 3.135,00. Para os detentores de funções estratégicas, o colégio sugeriu a redução das gratificações aos valores pagos em 2014. O MPRN pagou neste ano R$ 33.522,32 somente para 13 dos cargos gratificados nesta posição.

A quarta medida é reduzir também a representação de todos os cargos comissionados aos valores de 2014. Só com este tipo de benefício, a entidade gastou R$ 692.448,78 em 2015. Os procuradores também pedem que seja vedada a contratação de novos servidores para exercer a atividade meio, racionalizada a terceirização de mão-de-obra, reduzidas as diárias enxugadas as atividades meio, suspensão de concursos ou nomeação de novos servidores efetivos e revogação do artigo 163 da Lei Complementar 141/1996, que trata do pagamento de entrâncias aos promotores.

Publicado por: Chico Gregorio


21/12/2015
16:45

Foto: Reprodução/Sindsegur-RN
Através de nota oficial, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) afirmou que o pagamento aos servidores da empresa Bering ainda não foi realizado porque não recebeu a documentação necessária para a efetuação do repasse.Leia mais:

Por atraso de salário de vigilantes, Justiça bloqueia contas do Governo do RN

Segundo a instituição de ensino, o pagamento do serviço terceirizado depende de apresentação de documentos emitidos pelas empresas contratadas, tais como notas fiscais, certidões negativas de tributos e relação de pessoal.

“A empresa Bering Segurança Privada Eileme-Me não encaminhou da forma devida, toda a documentação necessária para os pagamentos, apesar de reiterados contatos”, informa a nota.

Já o contrato coma empresa Garra Vigilância foi, de acordo com a Uern, rescindido por descumprimento de obrigações contratuais, “especialmente reiterado atraso de pagamento dos seus funcionários”, afirma a universidade.

Por fim, a Uern destaca que está tomando providências para regularização da situação com a maior brevidade, “cuja obrigação é, exclusivamente, da empresa”, encerra a nota.

Mossoró Hoje.

Publicado por: Chico Gregorio