25/07/2017
08:57

Resultado de imagem para fotos de rogerio marinho com  henrique alves

Empresários potiguares homenagearam em um almoço na última quinta-feira, 20, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB) pela atuação do tucano na aprovação da reforma trabalhista, sancionada na semana passada pelo presidente Michel Temer. Os líderes do setor produtivo do Rio Grande do Norte acreditam que, com o novo texto, empregos serão criados.

Via Aelx Viana

Publicado por: Chico Gregorio


25/07/2017
08:32

O que falta? Cláudio Humberto destaca hoje na sua coluna que acharam uma calcinha na liderança do PR na Câmara.

Publicado por: Chico Gregorio


25/07/2017
08:09

Os 28 ministros do governo Michel Temer já realizaram este ano, até esta segunda (24), 1.112 viagens em jatinhos da FAB, que fazem parte do chamado Grupo de Transporte Especial (GTE), responsável pelas viagens de autoridades no Brasil. Em média, cada ministro usou jatos da FAB em 37 trechos, mas o campeão fez 92 voos, quase o triplo da média de todos os colegas: Osmar Terra (Desenvolvimento Social).

Os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Helder Barbalho (Integração) fizeram cada um 90 viagens nas asas da Força Aérea Brasileira.

Enquanto estava na Transparência, Torquato Jardim não usou jato da FAB uma só vez. O interino, Wagner Rosário, também está invicto.

Os paulistas Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia) e Aloysio Nunes e José Serra (somados), no Itamaraty, têm 67 voos de jatinho cada.

O comandante da Aeronáutica é o chefe militar que menos usa jatos da FAB: 11 vezes este ano, contra 17 da Marinha e 26 do Exército.

DIÁRIO DO PODER

Publicado por: Chico Gregorio


25/07/2017
08:07

O Globo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse na noite desta segunda-feira em São Paulo, que um novo aumento de impostos não está em discussão neste momento. Mas afirmou que “tudo é possível, se for necessário”. Meirelles participou de evento promovido pela XP Investimentos com gestores de fundos de investimento e investidores.

O ministro afirmou que o governo vai centrar esforços em outras formas de arrecadação, como concessões e precatórios, para avaliar a situação. Ele deu o exemplo da antecipação do pagamento de outorga do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, e a liberação de precatórios depositados na Caixa Econômica Federal.

Sobre a possibilidade de rever o aumento de impostos sobre combustíveis, Meirelles disse que isso vai depender do impacto da medida.

Publicado por: Chico Gregorio


25/07/2017
08:04

A verba de publicidade do governo federal, de mais de R$ 200 milhões, já foi quase toda gasta no primeiro semestre. Só a campanha pela reforma da Previdência consumiu cerca de metade do valor.

POTE VAZIO
A Secretaria de Comunicação Social admite que será necessário fazer um pedido de crédito suplementar. “Tivemos um gasto substancial no primeiro semestre, mas ainda há recurso e poderemos operar tranquilamente esse ano”, diz o secretário Márcio de Freitas.

POTE 2
Ele diz que “é comum haver essa readequação”. E dá o exemplo do ano de 2016, em que já em maio 85% da verba publicitária tinha sido comprometida.

Mônica Bergamo

Publicado por: Chico Gregorio


25/07/2017
08:03

Integrante da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima reagiu na segunda-feira ao que considera uma tentativa do PMDB de abreviar a existência da operação. Em mensagem publicada em suas redes sociais, Carlos Fernando ainda questionou a forma como o presidente Michel Temer vem consolidando seu apoio no Congresso.

“Acabar com a Lava-Jato. Esse parece ser o próximo passo do PMDB. Infelizmente muitas pessoas que apoiavam a investigação só queriam o fim do governo Dilma e não o fim da corrupção. Agora que Temer conseguiu com liberação de verbas, cargos e perdão de dívidas ganhar apoio do Congresso, o seu partido deseja acabar com a sua investigações. Mas, mesmo com todas as articulações do governo e de seus aliados, as investigações vão continuar por todo país”, escreveu o procurador.

As declarações vieram em resposta à entrevista do vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho, publicada no último domingo pelo “Estado de S. Paulo”. Ramalho defendeu que se estabeleça um “prazo de validade” para a Lava-Jato.

“O Brasil não vai aguentar isso para o resto da vida. Ela (Lava Jato) não pode ser indeterminada, já fez o seu trabalho. A pauta todinha do Brasil é só a Lava Jato. Eu sou favorável que vá até o fim, mas tem de ter tempo de validade” disse o deputado, que não se negou a sugerir qual seria um prazo adequado: “Seis meses”.

Carlos Fernando dos Santos Lima rebateu: “Ainda há muito trabalho a fazer”.

“Ao contrário do que deseja o deputado, não vai ser agora que a operação investiga o PMDB e outros partidos que se beneficiaram do governo Dilma e hoje se beneficiam do governo Temer que a Lava Jato vai acabar. Realmente há muito trabalho por fazer, seja terminarmos investigações do passado, seja iniciarmos novas investigações para o futuro. Não cabe ao Ministério Público escolher o crime que investiga.”

O GLOBO

Publicado por: Chico Gregorio


25/07/2017
08:01

Resultado de imagem para semsur natal
Arquivo Secom

O BlogdoBG foi procurado na noite desta segunda por um parente de um dos presos da Operação CIDADE LUZ, deflagrada na manhã de ontem pelo Ministério Público para apurar desvios na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos da Prefeitura de Natal.

Segundo o familiar, o próprio servidor procurou o prefeito Carlos Eduardo Alves por duas vezes em 2017 para informar o que vinha acontecendo dentro da secretaria e alertar quanto à ocorrência de desvios de dinheiro, “BG, tanto o prefeito foi avisado pessoalmente por duas vezes este ano como os superiores na Semsur, o esquema era conhecido e quem devia ter tomado atitude acabou fechando os olhos, e quem não fez nada e nem recebeu sequer um real de propina tá pagando”, revelou o parente indiganado.

Como são muito graves as acusações deste familiar, o Blog entrou em contato nas primeiras horas desta terça-feira com o advogado do servidor preso, que ocupava cargo comissionado na Semsur até esta segunda-feira, para confirmar essas informações. Surpreso com os detalhes que passamos, o advogado confirmou as informações, disse que esteve com o cliente ontem por duas vezes onde se encontra detido e que é isso mesmo mas não podia acrescentar informações nesse momento, o advogado ainda disse que já tem conhecimento que negociações de delações já começaram ainda nesta segunda-feira. “Muitas coisas BG estão em segredo de justiça, tem muita coisa sendo investigado, coloque seu ouvido no chão que você vai vê o desmantelo”, finalizou.

Fica a pergunta, se o próprio prefeito tinha conhecimento do esquema como narrou o servidor, todos na secretária tinham conhecimento, porque nenhuma atitude foi tomada para estancar?

Como é impossível que algumas práticas criminosas tenham se repetido ao longo de anos sem que ninguém soubesse ou desconfiasse, uma delação premiada poderá ajudar a desvendar o esquema milionário.

Vamos aguardar.

Via Blog do BG

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
15:32

Diocese
A Cáritas Diocesana de Caicó vai lançar, nesta terça-feira (25), o “Relatório de Impactos 2016”, com a prestação de contas de todas as ações desenvolvidas durante o ano passado, na região do Seridó.
A publicação irá apresentar os projetos desenvolvidos pela Cáritas Diocesana de Caicó em vários segmentos. São ações voltadas para a organização das mulheres, o protagonismo infanto-juvenil para o exercício da cidadania, organização e inclusão social dos catadores de materiais recicláveis, a defesa e garantia dos direitos da pessoa idosa, o fortalecimento das redes, fóruns, conselhos e plataformas relevantes e a integração com as políticas de assistência social.
 “O relatório faz todo um balanço dos projetos e ações desenvolvidas pela Cáritas Diocesana no decorrer do ano de 2016. É um trabalho que requer toda uma organização e uma equipe especializada para que as ações atinjam os resultados esperados. O lançamento da publicação tem como objetivo apresentar os impactos que as ações desenvolvidas pela Cáritas têm na vida dos públicos atendidos, especialmente na organização dos mesmos para a efetivação de direitos e acesso às políticas públicas” afirmou Fabiana Silva, coordenadora da Cáritas Diocesana, em Caicó.
O coquetel de lançamento do “Relatório de Impactos 2016” será realizado no Centro Pastoral Dom Wagner, em Caicó, a partir das 16 horas.

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
15:24

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Caicó vem a público esclarecer que as empresas citadas na “Operação Luz” deflagrada nesta segunda feira, para apurar denuncias de irregularidades na Secretaria de Serviços Urbanos de Natal, atualmente não prestam nenhum tipo de serviço ao Município de Caicó.

As empresas Real Energy e Lançar prestaram serviços de manutenção na rede de iluminação público no Município de Caicó até o mês de fevereiro de 2017 por terem participado e vencido licitações realizadas no ano de 2016. Quanto a empresa Enertec, a mesma prestou serviço no mesmo ramo durante os meses de março, abril e maio através de processo da modalidade dispensa de licitação, em virtude da última licitação ter expirado no mês de fevereiro e não ter havido tempo hábil para um novo processo licitatório naquele momento.

A gestão municipal esclarece ainda que foi notificada pelo Ministério Público Estadual no último mês de maio para apresentar as licitações realizadas durante o ano 2016 no qual tiveram como objeto “manutenção da rede de iluminação pública da cidade de Caicó”, onde todas das informações foram devidamente encaminhadas ao MP/RN

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
12:21

Por Agência EFE

A filial brasileira da Volkswagen supostamente colaborou ativamente com a ditadura no Brasil na perseguição de opositores políticos, segundo informaram neste domingo (23) o jornal Süddeutsche Zeitung e as emissoras NDR e SWR. A imprensa alemã detalha que há quase dois anos foi aberta em São Paulo uma investigação sobre a Volkswagen do Brasil para determinar a responsabilidade da empresa na violação dos direitos humanos durante a ditadura de 1964 a 1985.

Em 2016, a empresa nomeou para uma investigação sobre seu passado o historiador Christopher Kopper, que confirmou a existência de “uma colaboração regular” entre o Departamento de Segurança da filial e a polícia política do regime.

Espionagem

“O Departamento de Segurança atuou como um braço da polícia política dentro da fábrica da VW”, afirmou Kooper, pesquisador da Universidade de Bielefeld.

“Permitiu as detenções” e pode ser que ao compartilhar informação com a polícia “contribuísse para elas”, acrescentou o historiador.

Segundo os meios citados, a filial brasileira espionou seus trabalhadores e suas ideias políticas, e os dados acabaram em “listas negras” em mãos da polícia política. Os afetados lembram como foram torturados durante meses, após terem se unido a grupos opositores.

Galpões

Conforme estabeleceu a Comissão Nacional da Verdade, que examinou as violações dos direitos humanos cometidas pela ditadura brasileira, muitas empresas privadas, nacionais e estrangeiras deram apoio tanto financeiro como operacional ao regime militar.

No caso da Volkswagen, a comissão constatou que alguns galpões que a empresa tinha em uma fábrica de São Bernardo do Campo (SP) foram cedidos aos militares, que os usaram como centros de detenção e tortura.

Além disso, a comissão sustentou que encontrou provas que a empresa alemã doou ao regime militar cerca de 200 veículos, que depois foram usados pelos serviços de repressão.

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
12:07

Magistrado aponta que desde a gestões de Cláudio Porpino (ex-secretário da Semsur) e Salatiel de Souza (ex-secretário adjunto), é possível encontrar indícios da prática

O juiz de Direito Auxiliar, José Armando Ponte Dias Júnior, através da 7ª Vara Criminal, avaliou que as práticas de corrupção na Semsur – atualmente investigadas pelo MPRN através da Operação Cidade Luz – são “rotina” e remontam a período anterior à gestão do atual presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa (PDT). O magistrado expediu decisão nesta segunda-feira 24, em que menciona que, desde a época das gestões de Cláudio Porpino (ex-secretário da Semsur) e Salatiel de Souza (ex-secretário adjunto da mesma pasta), é possível encontrar indícios de obtenção de vantagem indevida (propinas) pagas pela empresa pernambucana Enertec.

“Indícios dessa prática, aliás, que, ao que parece, já constitui rotina na Semsur, remontam, é válido consignar, inclusive à período anterior à gestão de Raniere Barbosa (auxiliado diretamente pelos também investigados Sérgio Pignataro Emerenciano, como secretário adjunto, e Antônio Fernandes de Carvalho Júnior, como Diretor do Departamento de Iluminação Pública)”, aponta o juiz Dias Júnior.

 

Leia mais…

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
11:39

O Blog Sidney Silva destaca nesta segunda-feira(24). Um dos donos das empresas que estão sendo investigadas pelo MPRN mantém uma sede em Caicó. Maurício Ricardo de Morais Guerra. A ele pertence a Enertc Construções e Servilos LTDA. Veja mais detalhes aqui

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
08:51

Congresso custa, ao brasileiro, R$ 1 milhão por hora

Do Estado de Minas:

O Congresso Nacional, que terá nas mãos, nas próximas semanas, mais uma vez, o destino de um presidente da República, tornou-se um poder caro. Cálculos feitos pela organização não governamental Contas Abertas mostra que o Legislativo custa R$ 1,16 milhão por hora ao longo dos 365 dias do ano. Esse custo vai incluir fins de semana, recessos parlamentares e as segundas e sextas-feiras, quando os parlamentares deixam a capital federal para fazer política em suas bases eleitorais. “As pessoas ficam muito restritas a quanto custa um parlamentar em si, com todas as suas mordomias. Isso custa caro, sim. Mas o Congresso tem uma estrutura muito maior que isso que consome recursos públicos, dificultando ainda mais o equilíbrio no orçamento”, lembrou o presidente da ONG, Gil Castelo Branco.

 

Leia mais…

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
08:48

RÁDIO: Raniere Barbosa emite nota e diz que há três anos deixou a Semsur e “acredita na Justiça”

O vereador Raniere Barbosa emitiu nota, há poucos instantes, sobre a operação Cidade Luz, deflagrada hoje, que culminou com o afastamento dele da presidência da Câmara de Natal.

Eis a nota na íntegra:

Recebi com surpresa o procedimento de investigação da chamada “Operação Luz” na manhã desta segunda (24), uma vez que deixei a gestão da Secretaria de Serviços Urbanos de Natal em 2014 quando retornei para a Câmara Municipal de Natal.

Estou colaborando com as investigações com o objetivo de esclarecer que agi com probidade e lisura em todos os atos da minha gestão à frente da Semsur no período de janeiro de 2013 a março de 2015.

O referido procedimento se encontra em fase de investigação e não houve condenação ou denúncia, não havendo de se falar de juízo de culpa de quem quer que seja.

Acredito nas instituições públicas e o trabalho do Poder Judiciário, do Ministério Público Estadual e demais órgãos de fiscalização, controle e investigação tem meu incondicional respeito.

Raniere Barbosa
Presidente da Câmara Municipal de Natal

Publicado por: Chico Gregorio


24/07/2017
08:39

Imagem relacionadaAlgum potiguar tomou conhecimento que a meninada assanhada do MBL – Movimento Brasil Livre e do Vem Pra Rua que gostam de mostrar suas línguas,  pretendem promover alguma manifestação de protesto contra o aumento de R$ 0,41 no litro de gasolina?

Ou eles vão ficar caladinhos comendo o pato da Fiesp?

Parece que os financiadores dos protestos não estão liberando grana.. A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo

Via Renato Dantas

Publicado por: Chico Gregorio