26/03/2020
08:43

Cedida
Ministro Henrique Mandetta (Saúde)

OMinistério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (25) que o País já tem 57 mortes causadas pelo novo coronavírus. De acordo com a pasta, são 2.433 casos confirmados da doença. Até anteontem, a pasta contava 46 mortos pelo novo coronavírus e 2.201 casos confirmados, o que mostra um aumento de 24% de mortes e de 10% de casos oficiais de um dia para o outro.Em coletiva, o ministro da saúde Henrique Mandetta anunciou que a pasta irá se reunir para fazer projeções, nos próximos 30 dias, por região e cidade do País. No Rio Grande do Norte, o número de casos confirmados se manteve inalterado nesta quarta-feira. O número de casos suspeitos, contudo, praticamente dobrou.

Saiu de 478 para 839 em um dia, sendo que 20 registros são de pessoas de outros estados que foram atendidas no RN. Fora esses, os demais casos suspeitos estão em 82 municípios potiguares, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

Ainda de acordo com a Sesap, existem ainda 2 casos prováveis, mas que ainda aguardam o resultado de exames laboratoriais. Outros 104 casos analisados já foram descartados. Entre os 14 casos já confirmados, 9 estão em Natal, 4 estão em Parnamirim e 1 está em Mossoró.

Agora RN

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:38

A postura recente de Bolsonaro diante da pandemia foi mal recebida até entre alguns empresários próximos ao presidente e que também estão ansiosos pelo fim da quarentena. A avaliação do líder de uma grande multinacional é que o empresariado topou se aliar a um político de perfil radical para tirar o PT, mas, com a economia evaporada, ele vai perdendo seu valor. A Lava Jato não está nas manchetes e o sonho da agenda liberal que seduziu as elites foi colocado de lado.

Para um alto executivo, o isolamento vertical desejado pelo presidente, só para idosos e pessoas com doenças prévias, não salva o PIB nem poupa a população de adoecer. Pelas suas previsões, só vai criar problemas para as fábricas organizarem os funcionários em licença médica.

Vácuo de poder foi uma expressão ouvida com frequência nas conversas entre grandes empresários nesta quarta-feira (25), quando questionados sobre como estão vendo a condução desta crise pelo governo.

Gabriel Kanner, presidente do grupo Brasil 200, afirma que Bolsonaro não conseguiu criar um clima de segurança para a população no pronunciamento de terça (24). Ele diz que a crise não pode ser menosprezada e que o país precisa de seriedade e responsabilidade dos líderes.

“A gente precisa exigir do presidente uma postura de líder da nação. Ele não apresentou isso. Por mais que eu concorde com o direcionamento, de evitar um colapso econômico, a forma como ele se comunicou não passou segurança à população. Essa foi a maior falha do pronunciamento”, afirmou Kanner.

PAINEL FOLHA

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:37

Jair Bolsonaro (sem partido) usa a máscara pendurada na orelha durante coletiva sobre coronavírus - Reprodução/GloboNews

Uma pesquisa feita pelo Atlas Político revela que 47,7% dos entrevistados apoiam o impeachment de Bolsonaro; 45% que rejeitam a ideia.

Em maio, só 38% se diziam a favor da saída do presidente; 49,4% defendiam que ele ficasse no cargo.

BG

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:33

A Tribuna do Norte desta quinta destaca que são os jovens entre 20 e 39 anos que representam a maior quantidade de casos suspeitos de Covid-19 registrados no Rio Grande do Norte, 58%.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap-RN), divulgado nesta quarta-feira (25), pessoas nesta faixa etária, em números, somam pelo menos 495 casos dos 839 suspeitos registrados no Estado. O RN tem 14 casos confirmados do novo coronavírus.

Segundo o boletim, a maior parte das notificações de casos suspeitos para esta faixa etária diz respeito às mulheres, com pelo menos 370 notificações. Essa situação também se repete nos casos confirmados da doença no Estado: dos 14 usuários infectados com o vírus, nove deles estão nesse intervalo de idade, sendo seis mulheres e três homens.
TRIBUNA DO NORTE

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:27

Convidado a participar da reunião com o presidente da República por videoconferência, o governador de São Paulo, João Doria, começou sua intervenção tentando crescer para cima de Jair Bolsonaro, criticando seu pronunciamento da véspera. Tinhoso, o governador até fez apelo ao “entendimento”, mas tratou de inviabilizá-lo com o discurso político. Sabia que o presidente, pavio curto, não resistiria à provocação. Assim, Dória saiu da reunião como queria: entronizado no posto de “antiBolsonaro”.

A “cereja no bolo” do projeto político-eleitoral de Doria, inaugurado pelo bate-boca, foi a adesão do governador goiano Ronaldo Caiado (DEM).

Ao iniciar sua coletiva logo após a polêmica reunião, nesta quarta (25), Doria não escondia sua satisfação com o êxito da ação antibolsonarista.

Já a reunião com governadores do Nordeste, hostis a Bolsonaro, ocorreu em clima institucional: entre eles não há pretendentes sérios ao Planalto.

A videoconferência foi essencial. Quem trabalha com Doria duvida que em reunião presencial ele assumisse tom tão agressivo com o anfitrião.

CLÁUDIO HUMBERTO

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:19

novo coronavírus pode exigir R$ 410 bilhões a mais dos cofres públicos para que o Sistema Único de Saúde (SUS) consiga atender a população infectada. A projeção está registrada em documento, obtido pelo Estado, enviado na terça-feira pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a Paulo Guedes, da Economia. Apesar do discurso do presidente Jair Bolsonaro, que tenta minimizar a gravidade da doença, o documento expõe a preocupação do ministério com o aumento das despesas para tratar um número cada vez maior de pessoas infectadas.

Para chegar à cifra de R$ 410 bilhões, a equipe da Saúde projeta, por exemplo, o custo de R$ 9,31 bilhões para internações, caso 10% da população seja contaminada. O valor é “conservador”, segundo o mesmo documento, “sendo necessário, assim, um aporte maior de recursos emergenciais”. O orçamento do Ministério da Saúde previsto para todas as ações da pasta neste ano é de cerca de R$ 125,5 bilhões. O documento enviado a Guedes afirma que, “como na maioria dos países”, os números de infectados no Brasil têm crescido de forma exponencial. “E há indícios de que estejam subestimados.”

A Saúde ainda alerta que a prevenção de uma epidemia se torna mais desafiadora e cara quando há falhas na prevenção de surtos. “A mitigação da epidemia continua sendo a única opção política. Atrasos na detecção e controle são, em última análise, muito caros, porque os custos de contágio e mitigação crescem exponencialmente.”

ESTADÃO

Leia a reportagem completa clicando aqui: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,coronavirus-pode-custar-r-410-bilhoes-extras-ao-sus-estima-ministerio-da-saude,70003248383

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:18

“O presidente Bolsonaro, por escolha própria, está completamente isolado”, diz Merval Pereira.

“Não tem partido, não tem o apoio dos governadores, não tem diálogo dentro do Congresso. Já não governa mais (…).

Como é espontâneo por sua natureza tosca, Bolsonaro revelou em entrevistas o que lhe aflige – o efeito da crise econômica que certamente virá recair sobre o seu governo. Não se mostra capaz de enxergar além do horizonte puramente eleitoral.”

O ANTAGONISTA.

Merval esqueceu se citar em seu texto as pessoas, a população.

Mas você concorda ou discorda de Merval Pereira?

 

Publicado por: Chico Gregorio


26/03/2020
08:13

O Açude de Coremas, cuja capacidade de armazenamento é de 744.144.694 m³ d’água, está nesta quinta-feira, 26/03, com 205.191.608 m³, o que corresponde a 27,57% de sua capacidade; e a Barragem de Mãe D’água, cuja capacidade de armazenamento é de 545.017.499 m³ d’água, está agora com 190.213.604 m³, o que corresponde a 34,90% de sua capacidade. As informações são da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (AESA).

O complexo está agora com 395.408.212 milhões de metros cúbicos d’água.

Folha Patoense

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
11:13

Aliado fiel de Jair Bolsonaro na Câmara, o deputado Capitão Augusto (PR-SP) disse que o presidente “colocou todas suas fichas na casa de que todos estão exagerando o problema de saúde causado pelo coronavírus”.

“Se estiver certo, palmas para ele, sairá fortalecido e todos os demais líderes políticos derrotados, pior, parecerá que realmente estavam se aproveitando do evento para prejudicar o governo Bolsonaro.”

“Mas se estiver errado, se a crise realmente for grave, passará a imagem de um líder despreparado, que colocou a economia em primeiro lugar e a vida das pessoas em segundo plano, mostrará que está mais preocupado com a reeleição do que com o Brasil”, disse.

“Aguardemos  para ver quem estará com a razão.”

O ANTAGONISTA

DO BLOG: Esse comunicador comunga da opinião do Capitão, se o presidente acerta no final dessa crise se consagra, se fortalece e coloca toda classe política em seus pés e desmoralizada. Se errar, se no final ficar como louco, bobo e incompetente, cai. 

A APOSTA DO PR nesse formato de comunicação, é uma rolata russa, na visão desse comunicador, o formato está equivocado e na contramão da sua própria equipe segundo apuramos no final da noite desta terça e no início desta quarta.

Aguardemos….

BG

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
11:07

Com 3.434 mortes causadas pelo novo coronavírus, a Espanha já é o segundo país do mundo com mais casos fatais da doença, ficando atrás apenas da Itália, onde há ao menos 6.820 mortos. Nas últimas 24 horas, segundo o Ministério da Saúde espanhol, foram registradas 738 novas vítimas, 27% a mais que na véspera, seu maior saldo desde o início na pandemia. Com isso, o país europeu ultrapassou as 3.287 mortes na China, marco zero da doença.

De acordo com os dados divulgados pelo governo espanhol nesta quarta-feira, 7.937 pessoas foram diagnosticadas com a doença no país nas últimas 24 horas, 20% a mais que na véspera, elevando o número de casos totais para 47.610. Há ainda 3.166 pessoas em unidades de terapia intensiva, 20% a mais que na véspera. O número de infectados que recebeu alta, por sua vez, também aumentou cerca de 41%, chegando a 5.367.

A região da Catalunha superou Madri como a área com o maior número de casos diagnosticados, registrando respectivamente 1.221 e 1.939 casos na segunda e na terça-feira, enquanto os casos diagnosticados na capital foram 873 e 1.777. Apesar dos números absolutos em Madri continuarem maiores, o grande crescimento dos casos nos arredores de Barcelona é preocupante. Segundo José María Martín Moreno, professor de medicina da Univesidade de Valência, disse ao El País, o impacto era esperado pois a região é bastante popular entre turistas do norte da Itália, epicentro dos casos no país.

Segundo o diretor do Centro de Coordenação de Emergências Sanitárias do Ministério de Saúde, Fernando Simón, no entanto, o aumento diário no número de mortes parece ter se estabilizado na casa dos 20%, algo que indica que o pico da pandemia estaria próximo, apesar de atrasos e problemas na contabilidade dos dados. A espectativa do governo é que as medidas de isolamento comecem a se refletir nos números nos próximos dias, com uma redução na taxa de novos casos diagnosticados.

A Espanha declarou “estado de alarme” em 14 de março, medida em vigor no dia seguinte e vale até o dia 29 deste mês. O governo do primeiro-ministro Pedro Sánchez, no entanto, foi ao Congresso solicitar que o prazo seja estendido até o dia 11 de abril. A votação deverá ocorrer ainda nesta quarta-feira, e a expectativa é que a ação do governo não encontre resistência.

Os cidadãos que descumprirem as restrições, pondo em risco a saúde pública, ficam sujeitos a multas entre 100 e 600 mil euros e penas de prisão de três meses a um ano. Nas últimas 24h, segundo o diretor de polícia José Ángel González, 55 pessoas foram presas e 6.039 multas foram aplicadas.

O Globo

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
10:57

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) se manifestou, em nota, após o discurso do presidente Jair Bolsonaro na noite dessa terça-feira (24). No pronunciamento, o presidente pediu a volta à normalidade e o fim do isolamento social. Para os especialistas, a fala traz preocupação e as “mensagens podem dar a falsa impressão à população que as medidas de contenção social são inadequadas.

A SIB diz, ainda, que “o distanciamento social é fundamental para conter a disseminação do novo coronavírus, quando ele atinge a fase de transmissão comunitária”. Na carta, os especialistas dizem que não têm “intenção de politizar o problema” e que os brasileiros já têm “dificuldades demais para enfrentar”.

Veja íntegra:

 

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
10:52

Sangria no açude de Encanto, na região oeste potiguar, leva alegria aos moradores do município distante 412 km de Natal. Muita água com últimas chuvas. Vídeo: Cedido.

BG;

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
10:46

Após promover ação de distribuição de sabão líquido em áreas carentes de Natal dentro de ação de combate à covid-19, com sua foto nos quatro mil frascos que estão sendo distribuídos,  o Blog do Dina – por Dinarte Assunção, destaca que o vereador Robson Carvalho está sob investigação do Ministério Público por, pelo menos, abuso de poder econômico e propaganda eleitoral antecipada. A reportagem destaca que se comprovado uso de recursos públicos, o vereador também poderá responder por improbidade administrativa.

Fotos: Reprodução

A Assessoria Parlamentar do Gabinete do Vereador Robson Carvalho vem a público esclarecer a ação de distribuição de sabonetes líquidos para a população.

“A ação teve o intuito de sair dos discursos da internet e agir. Sair da zona de conforto e fazer uma ação concreta que ajude a população mais carente na prevenção contra o COVID-19.

O fato é que todo o material foi produzido, através de parcerias e recursos próprios, e que só foi tomado conhecimento pelo vereador no momento da distribuição. O mesmo cogitou a possibilidade de retirada dos adesivos( que sugeria orientações de prevenção ),para prosseguir com a ação. No entanto, ficaria inviável devido à grande quantidade de frascos (4 mil unidades).

Dessa forma, a distribuição foi mantida, tendo em vista a finalidade da ação, que soma-se a várias outras que o vereador vem executando no combate e esclarecimentos sobre o COVID-19, bem como a destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 516 mil para as ações da prefeitura municipal no enfrentamento da pandemia.

Logo após tomar conhecimento da repercussão, o vereador suspendeu a ação e determinou a retirada dos adesivos de todos as unidades produzidas.

Diante do acontecido, o vereador Robson Carvalho e a sua assessoria parlamentar vêm a público se retratarem pelo ocorrido e informar que em nenhum momento houve a tentativa de tirar proveito da situação. Pelo contrário, o intuito vem sendo transformar discursos em ações e sair da zona de conforto para tornar o mandato mais próximo da população, como vem sendo feito desde que assumiu a sua cadeira na Câmara Municipal de Natal.

Informamos que a ação será realizada em um outro momento, logo após a retirada de todos os adesivos. Bem como aproveitamos a oportunidade para pedir ajuda àqueles que puderem somar com doações de sabonetes líquidos, álcool em gel e colchões para as pessoas em situação de rua, que estão sendo realocadas nas escolas de Natal, para manterem-se em segurança durante esse período de isolamento social.

Atenciosamente,
Assessoria Parlamentar do Vereador Robson Carvalho”.

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
10:40

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Entidades de saúde condenaram o pronunciamento, na noite desta terça-feira (24), do presidente Jair Bolsonaro sobre a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Na fala, veiculada em rede nacional, o presidente chamou a doença de “resfriadinho”, contrariou especialistas e pediu o fim do “confinamento em massa”. Ele também fez um apelo pela “volta à normalidade” e culpou a imprensa por “espalhar pavor”.

A Associação Brasileira de Saúde Coletiva considerou “intolerável e irresponsável” o que chamou de “discurso da morte” do presidente Jair Bolsonaro. A entidade afirmou que, em sua fala, que classificou como “incoerente e criminosa”, o presidente “nega o conjunto de evidências científicas que vem pautando o combate à pandemia da COVID-19 em todo o mundo, desvalorizando o trabalho sério e dedicado de toda uma rede nacional e mundial de cientistas e desenvolvedores de tecnologias em saúde.”

A Sociedade Brasileira de Infectologia se disse preocupada com a fala de Bolsonaro, e considerou que as declarações podem dar a falsa impressão de que as medidas de contenção social são inadequadas. Os infectologistas classificaram a pandemia como “grave”, e disseram que é temerário associar que as cerca de 800 mortes por dia causadas pela doença na Itália, a maioria entre idosos, esteja relacionada apenas ao clima frio do inverno europeu.

A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia disse que qualquer medida que abrande o isolamento da população será “extremante prejudicial” para o combate à Covid-19.

A Associação Paulista de Medicina afirmou que, “se a intenção foi acalmar, a reação da sociedade mostra que ele [Bolsonaro] não alcançou seus objetivos. Você não traz esperança minimizando o problema, mas reforçando as soluções. Existe um perigo próximo, evidente, real e gravíssimo. Enfrentá-lo é prioritário.”

Veja no G1 a íntegra das notas emitidas

G1

Publicado por: Chico Gregorio


25/03/2020
10:39

Rio Piancó na manhã deste domingo, 15/04.

Choveu bastante no Vale do Piancó nos últimos dias e o Rio Piancó está em grande  cheia na manhã desta quarta-feira, 25, levando recarga para o Açude de Coremas.

Folha patoense.

Publicado por: Chico Gregorio