03/03/2019
09:18

José Aldenir / Agora RN
Complexo Penitenciário de Alcaçuz, em Nísia Floresta

O coordenador da Administração Penitenciária do Estado (Coape), Dhayme Araújo da Silva, foi baleado no último sábado, 2, nas proximidades do Complexo Penitenciário de Alcaçuz, em Nísia Floresta, cidade da região metropolitana de Natal.

Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), Dhayme Araújo foi ferido por um disparo acidental de arma de fogo, por volta das 23h, durante ronda na área externa do presídio. Não foi informada as razões para a ocorrência.

O coordenador da Administração Penitenciária foi encaminhado para atendimento no centro cirúrgico do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Não foi informado qual o estado de saúde do servidor da Sejuc.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
09:09

 

A história da Jardinense nasceu a partir da Família Baltazar. O seu patriarca, Joaquim Silvestre da Costa, conhecido como “Joaquim Baltazar”, começou a fazer transporte de cargas na década de 50 e, em 1958, adquiriu o primeiro veículo para transporte de passageiros com destinos para Natal (RN) e Campina Grande (PB).

Na data de 21 de março de 1969, foi fundada a Auto Viação Jardinense Ltda pelo Sr. Joaquim e seu filho mais velho Tenival, com a sede localizada em Jardim do Seridó/RN, que deu origem ao seu nome. Na década de 70, A Jardinense teve a sua sede transferida da Cidade de Jardim do Seridó  para Natal, ampliando as suas linhas intermunicipais

Em 1978, a empresa passou a ter uma nova constituição societária com a entrada dos irmãos de Sr.Tenival como sócios. Nesta época, houve a aquisição de linhas da Empresa Nossa Senhora Aparecida. Em 1985 e 1986, ocorreram outras ampliações com a aquisição das linhas das Empresas Luso-Brasileira e Companhia Sã Geraldo de Viação, respectivamente.

FONTE: http://www.fortalbus.com/…/saiba-mais-viacao-jardinense.htm…

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
08:55

 

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, que articulou a MP 873.

Apesar de a reforma trabalhista aprovada durante o governo de Michel Temer (a Lei 13.467/2017) ter eliminado a cobrança automática e compulsória da contribuição sindical anual no salário dos trabalhadores, dezenas de decisões judiciais estavam revertendo a medida.

Foi por causa, em parte, dessas autorizações liminares (provisórias) da Justiça do Trabalho que o governo de Jair Bolsonaro decidiu baixar a MP 873, tornando mais explícita a proibição.

Bolsonaro e a equipe econômica queriam endurecer a regra e fechar as brechas legais. Tudo foi articulado pelo ex-deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), que foi relator da reforma trabalhista em 2017 e agora em 2019 nomeado secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Via PODER360.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
08:49

 

Carnaval de Caicó ganha mais impulso a partir de hoje (03) com as festas privadas que serão realizadas no Estádio O Marizão. A partir das 14 horas os portões serão abertos aos foliões para os shows do Comandante Xand AviãoGabriel Diniz e Wallas Arraes. Amanhã, segunda (04) será a vez de Wesley SafadãoSolange Almeida e Saia Rodada.

É o maior carnaval do Estado e o terceiro do Nordeste.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
07:07

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
07:04

247- A primeira noite de desfiles do Carnaval de São Paulo e do Rio de Janeiro e os atos pelas ruas do país demonstram que a maior festa popular do Brasil será marcada pela críticas às teses bolsonaristas; para o historiador Luiz Antonio Simas, Bolsonaro é o anticarnaval por excelência.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:50

ruy carneiro e1477087296465 - Ruy Carneiro comenta posicionamento do PSDB sobre reforma da previdência, 'Nos recusamos a salvar os cofres públicos tirando dos mais pobres'

Se a proposta apresentada pelo governo fosse aprovada, os idosos e deficientes em situação de extrema pobreza, que hoje recebem a assistência de um salário mínimo, teriam que passar dos 65 para 70 anos de idade mínima para continuar contando com o benefício. Aos 65 anos, receberiam apenas R$ 400, menos da metade de um salário mínimo.

“As pessoas mais vulneráveis não podem ser penalizadas na reforma. Esta mudança é inaceitável e vamos defender a manutenção do Benefício de Prestação Continuada (BPC) tal como ele existe hoje”, defende o deputado federal Ruy Carneiro, vice-líder da bancada do PSDB na Câmara, salientando que as alterações no BPC teriam profundo impacto social, mas com reduzido efeito sobre as contas públicas.

“Nos recusamos a salvar os cofres públicos tirando dos mais pobres o pouco que recebem. E vamos lutar para retirar o BPC da reforma”, defendeu Ruy, logo após reunião de trabalho para analisar os efeitos da proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo. Na reunião, a bancada do PSDB decidiu em peso rejeitar este trecho inserido na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) encaminhada ao Congresso Nacional na semana passada. O BPC foi criado em 1993 e ganhou peso durante os governos de FHC como instrumento de apoio a pessoas idosas e deficientes sem condições de garantir o sustento.

“Estamos convictos de que a reforma é necessária e urgente, mas é preciso discuti-la com responsabilidade e respeito às pessoas. Fechamos questão em relação a este ponto e vamos aprofundar o debate ao longo da tramitação da PEC na Câmara”, ressalta Ruy, reforçando as posições defendidas pelo líder do partido, Carlos Sampaio. “A defesa da prestação continuada aos idosos é uma bandeira antiga do nosso partido e qualquer mudança nesse sentido não conta com nosso apoio”, salienta.

Fonte: Polêmica Paraíba

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:45

 

lula velório arthur - O GRANDE E OS PEQUENOS: Nenhum incidente, nenhuma provocação, só muita dor e indignação - Por Fernando Brito

Terminadas as cerimônias fúnebres do neto de Lula – o menino Arthur, de apenas sete anos – fica a essência do que foi este episódio doloroso. De um lado, dezenas (centenas?) de policiais dedicados a isolar um homem velho, de 73 anos, naturalmente incapaz de um arroubo físico que o justificasse.

Uma juíza que determina que ele possa ficar apenas uma hora e meia no cemitério e que por isso o força a permanecer sentado, só, num hangar, esperando até que o relógio o autorize a abraçar o filho e a nora que perderam seu filhote. A dor da senhora Carolina Lebbos é cronometrada e mesquinha. Fanáticos que, diante da dor de um avô pela morte súbita de seu neto, não conseguem conter seu ódio e vociferam nas redes a sua podridão de sentimentos.

De outro, uma pessoa que, depois de décadas aprendendo a construir a tolerância, amarga quase um ano de cárcere solitário, injusto e artificialmente fabricado, sem por isso desenvolver sentimentos de vingança. Andou, digno e impávido, entre as fileiras de policiais e de ociosos fuzis que não se voltam para bandidos, mas para gente do povo, que ama seu país. Nenhum incidente, nenhuma provocação, só muita dor e indignação.

Lula mostra, dia após dia, que não tem ódios (ainda que dele tenham), que não transgride a lei (ainda que a usem para injustiçá-lo), que não agride (ainda que mesmo nesta hora de dor seja agredido). Lula tornou ridículos diante dos olhos de todos – exceto daqueles que os têm injetados de fúria insana – as restrições e o aparato bélico que se monta para conter um homem livre de alma.

Mais que isso. Sem dizer, faz evidente o medo que se tem dele, mesmo só, silencioso e massacrado pela dor da morte. Sabem que, mesmo que o façam morrer na prisão, Lula está fadado a viver na História, enquanto eles, nos seus podres e miseráveis poderes, são lixo para ela.

Cenas como a de hoje, porém, trazem a história para os fatos, apresentam como ratos os que são ratos e mostram que quem é grande jamais será vencido por quem é minúsculo. Lula está preso, babacas, mas vocês estão muito mais presos do que ele, porque estão agrilhoados à sua insignificância de degradação humana.

 

Fonte: Brasil 247

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:37

Ricardo Stuckert

247 – O policial que escoltou Lula na ida e na volta do cemitério com uma metralhadora neste sábado 2, quando o ex-presidente se despediu do neto Arthur, que morreu vítima de meningite, usava o símbolo da polícia dos EUA em seu uniforme; “Miami Police – S.W.A.T.”, diz o escudo em seu peito; a foto que mostra Lula, preso sem provas e com o sofrimento no olhar, escoltado por homens fortemente armados, já revelou o Brasil que hoje envergonha a civilização

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:31

Resultado de imagem para fotos de senador veneziano vital do rego

Na manhã deste sábado (02),  o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) criticou as declarações do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, que disse, em entrevista ao Jornal Valor Econômico, que a base de sustentação do Governo Jair Bolsonaro “tem que avançar e degolar” e que Bolsonaro não deve abrir mão de reduzir a idade mínima para a aposentadoria das mulheres.

Em sua fala, Veneziano lembrou que o general Mourão vinha tendo uma postura mais equilibrada que a do presidente, mas acabou tendo uma “recaída” que expôs, também, o seu jeito autoritário de tratar assuntos, mesmo um tão importante, como é a Reforma da Previdência. Para o Senador paraibano, a aprovação da proposta no Congresso não se dará com arroubos, autoritarismo e “degola”, mas com respeito às instituições em busca de um aperfeiçoamento dos pontos apresentados.

“Aquele que parecia mais moderado do atual Governo teve uma recaída e voltou a expor o que sua formação lhe moldou: rasgos de autoritarismo. Não será, senão com respeito às instituições que promovem e legitimam o debate, que as propostas poderão ser aperfeiçoadas. “Degolar” os direitos individuais e coletivos é precipitar-se por Caminhos tortuosos”, disse Veneziano.

(PSB-PB) criticou as declarações do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, que disse, em entrevista ao Jornal Valor Econômico, que a base de sustentação do Governo Jair Bolsonaro “tem que avançar e degolar” e que Bolsonaro não deve abrir mão de reduzir a idade mínima para a aposentadoria das mulheres.

Em sua fala, Veneziano lembrou que o general Mourão vinha tendo uma postura mais equilibrada que a do presidente, mas acabou tendo uma “recaída” que expôs, também, o seu jeito autoritário de tratar assuntos, mesmo um tão importante, como é a Reforma da Previdência. Para o Senador paraibano, a aprovação da proposta no Congresso não se dará com arroubos, autoritarismo e “degola”, mas com respeito às instituições em busca de um aperfeiçoamento dos pontos apresentados.

“Aquele que parecia mais moderado do atual Governo teve uma recaída e voltou a expor o que sua formação lhe moldou: rasgos de autoritarismo. Não será, senão com respeito às instituições que promovem e legitimam o debate, que as propostas poderão ser aperfeiçoadas. “Degolar” os direitos individuais e coletivos é precipitar-se por Caminhos tortuosos”, disse Veneziano.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:22

O comentário foi feito no Twitter, em resposta do deputado a um usuário que publicou uma enquete a seus seguidores para opinarem sobre o tema. (Foto: Reprodução)

O pastor e presidente da igreja evangélica Assembleia de Deus, Silas Malafaia, se pronunciou no Twitter a respeito da postagem realizada pelo filho do atual presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O pastor declarou que Eduardo possui falta de compaixão ao afirmar que a liberação do ex-presidente Lula para comparecer ao velório do neto de 7 anos seria uma forma de “posar de coitado” para a mídia e para a população.

Silas ainda afirmou que Bolsonaro “perdeu uma ótima oportunidade de ficar de boca fechada na questão que envolve o funeral do neto de Lula” e emendou, “o sábio Salomão já dizia que até o tolo quando se cala, se passa por sábio”.

Entenda o caso

Para o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair Bolsonaro, o debate acerca da possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixar a prisão em Curitiba para acompanhar o sepultamento de um parente só coloca o petista “em voga posando de coitado”. Lula perdeu nesta sexta (1º) o neto Arthur, de sete anos, vítima de uma meningite.

O comentário foi feito no Twitter, em resposta do deputado a um usuário que publicou uma enquete a seus seguidores para opinarem sobre o tema. “Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum”, escreveu Eduardo. “Quando o parente de outro preso morrer ele também será escoltado pela PF para o enterro? Absurdo até se cogitar isso, só deixa o larápio em voga posando de coitado.”

Lula pediu à Justiça para deixar a prisão temporariamente para se despedir do neto. Anteriormente, a Justiça negou pedido semelhante feito pela defesa de Lula quando da morte de seu irmão, Genival Inácio da Silva, o Vavá, no mês passado. Na ocasião, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli interveio e liberou a ida de Lula a um encontro com familiares, mas a decisão foi tornada pública no mesmo momento em que o corpo de Vavá era sepultado.

Via Diário de Pernambuco.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:15

Via Esmael Morias.

Às vésperas do Carnaval, o presidente Jair Bolsonaro edita a Medida Provisória (MP) nº 873, publicada na edição do Diário Oficial da União nesta sexta-feira (1), que aplica um brutal ‘mata-leão’ no financiamento dos sindicatos de trabalhadores e centrais sindicais. 

Leia mais

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:05

José Aldenir / Agora RN
Senador do PT, Jean-Paul Prates

O senador Jean-Paul Prates (PT) criticou duramente a medida do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que reforçou o caráter facultativo da contribuição sindical. O parlamentar disse que o governo agiu “na calada da noite” para “atacar os trabalhadores e sindicatos”.

“Esta MP constitui mais um duro golpe contra as organizações sindicais no Brasil. Soma-se ao efeito devastador provocado pela chamada ‘Reforma Trabalhista’ que feriu de morte a capacidade de sustentação financeira regular dos sindicatos”, criticou o senador petista.

O texto do governo ainda extingue a possibilidade de o valor ser descontado diretamente dos salários dos trabalhadores. O pagamento agora deverá ser feito por boleto, enviado àqueles que tenham previamente autorizado a cobrança.

“Aos que se gabam e comemoram este desmonte, principalmente os trabalhadores hipnotizados por argumentos enganosos mas massivamente divulgados, relembro que a força do trabalhador reside na organização sindical independente e forte. Sem instrumentos, mesmo facultativos, para buscar financiamento próprio, o colapso da estrutura sindical será inevitável”, afirmou Prates.

O documento deixa claro que nenhuma negociação coletiva (que ganhou força sobre a legislação após a reforma trabalhista) ou assembleia geral das entidades terá poder de devolver ao imposto sindical o status obrigatório. Para Prates, trata-se de um “estrangulamento” dos sindicatos”.

“Este é um caminho direto para a dominação unilateral das relações trabalhistas e para o esmagamento dos direitos laborais. O fim da contribuição recolhida compulsoriamente já representou medida extrema – quando o certo seria aprimorar as condições de registro e coibir a superposição de sindicatos”, encerrou o parlamentar.

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
06:00

Com o apoio de algumas parcerias privadas e da prefeitura municipal de Caicó, a cidade mais uma vez volta a receber milhares de foliões das cidades do Estado do Rio Grande do Norte e principalmente dos Estados de Ceará, Paraíba e Pernambuco.

Toda uma infraestrutura foi montada na cidade para realização do carnaval e de acordo com George Victor Silva de Medeiros, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, este ano a prefeitura entrou com a parte estrutural, apoiando os blocos de carnaval através das emendas impositivas destinadas pelos vereadores e o município licitou o corredor da folia.

As pousadas e hotéis da cidade voltam a funcionar com a capacidade máxima de ocupação por turistas e visitantes.
Segundo George, pela estimativa do Corpo de Bombeiros, o carnaval recebe uma média de público diariamente de 50 a 60 mil foliões.

“Isso aquece a economia local, elevando o número de empregos neste período, gerando renda para os caicoenses que vivem do comércio de supermercados, bares, restaurantes, além dos vendedores ambulantes, que comercializam bebidas e comidas”, afirmou George Victor.

Via Gláucia Lima

Publicado por: Chico Gregorio


03/03/2019
05:55

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (SESED/COINE) divulgou, neste sábado (02), que o número de homicídios contabilizados em fevereiro de 2019 apresentou uma redução recorde de 42,7% em relação ao mês de fevereiro de 2018. Em fevereiro deste ano foram 102 condutas violentas letais intencionais (CVLIs), comparadas a 178 do ano anterior. Além disso, fevereiro de 2019 não apresentou nenhuma ocorrência de feminicídio.

Tal redução é resultado de um trabalho integrado e fundamentado na lógica da análise criminal e na liderança proativa. Um outro fator que contribuiu para a redução foi a deflagração da Operação Verão.

Nas informações acumuladas dos dois primeiros meses, as reduções se mostram significativas contrapondo 388 CVLIs em 2018 a 232 em 2019, o que resulta em 156 vidas poupadas em 2019 em relação a 2018. Os números proporcionais também apresentam a menor incidência de CVLIs na série histórica desde 2015.

O sistema de coleta de dados é a Metodologia Metadados, que se baseia em preceitos técnicos, utilizando em seus pilares indicadores internacionais como o Protocolo de Bogotá, por exemplo. Com isso, busca-se sempre a valorização do estudo científico e da transparência de informações públicas, permitindo que os dados estejam em constante auditagem. Com isso, a atual gestão renova seu compromisso em publicizar dados e informações corretas e com credibilidade, tornando possível todo um congraçamento com a sociedade potiguar em busca de um Rio Grande do Norte de paz e de oportunidades.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (SESED/COINE) divulgou, neste sábado (02), que o número de homicídios contabilizados em fevereiro de 2019 apresentou uma redução recorde de 42,7% em relação ao mês de fevereiro de 2018. Em fevereiro deste ano foram 102 condutas violentas letais intencionais (CVLIs), comparadas a 178 do ano anterior. Além disso, fevereiro de 2019 não apresentou nenhuma ocorrência de feminicídio.

Tal redução é resultado de um trabalho integrado e fundamentado na lógica da análise criminal e na liderança proativa. Um outro fator que contribuiu para a redução foi a deflagração da Operação Verão.

Nas informações acumuladas dos dois primeiros meses, as reduções se mostram significativas contrapondo 388 CVLIs em 2018 a 232 em 2019, o que resulta em 156 vidas poupadas em 2019 em relação a 2018. Os números proporcionais também apresentam a menor incidência de CVLIs na série histórica desde 2015.

O sistema de coleta de dados é a Metodologia Metadados, que se baseia em preceitos técnicos, utilizando em seus pilares indicadores internacionais como o Protocolo de Bogotá, por exemplo. Com isso, busca-se sempre a valorização do estudo científico e da transparência de informações públicas, permitindo que os dados estejam em constante auditagem. Com isso, a atual gestão renova seu compromisso em publicizar dados e informações corretas e com credibilidade, tornando possível todo um congraçamento com a sociedade potiguar em busca de um Rio Grande do Norte de paz e de oportunidades.

Publicado por: Chico Gregorio