04/10/2015
06:06

Nota da Diocese de Caicó em defesa da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

As instituições de ensino superior possuem o registro da herança cultural e do saber acumulado historicamente pela humanidade. Não podemos esquecer que as primeiras universidades nasceram à luz da atuação da Igreja. Com relação à cidade de Caicó, essa relação não se deu de modo diferente.

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, em Caicó, teve em sua origem a luta da Diocese, que contribuiu de forma decisiva para a vinda da UERN para o Seridó. Manifestamos, portanto, como Igreja Diocesana de Caicó, o nosso incondicional apoio aos docentes, técnicos e alunos desta Instituição, reconhecendo sua importância para a emancipação do nosso povo e o desenvolvimento do interior do nosso Estado.

Por isso, exortamos aos diversos segmentos da classe política do Rio Grande do Norte e, de um modo especial, ao Excelentíssimo Governador Robinson Mesquita de Faria, uma atenção às reivindicações apresentadas pelos que fazem a Universidade, para que o entendimento possa prevalecer e assim as atividades acadêmicas possam ser retomadas, evitando maiores prejuízos para todo o nosso Estado.

Dom Antônio Carlos Cruz Santos – Bispo Diocesano de Caicó

Publicado por: Chico Gregorio


04/10/2015
05:55

No início da tarde deste sábado, 3, a Polícia Militar de Viçosa trocou tiros com os assaltantes que fizeram arrastão e espalhar terror na casa do vereador Silvio Viana, em Caraúbas/RN.

A dupla de assaltantes que invadiu por volta das 6h da manhã a residência do vereador caraubense fugiu num veículo Prisma na direção de Catolé do Rocha.

A Polícia Militar se mobilizou na região com os dados do veículo. Quem primeiro avistou o veículo foi a viatura de Viçosa, que fica entre Riacho da Cruz e Portalegre.

Segundo os policiais, os assaltantes saíram do veículo atirando na direção deles. Eles teriam revidado, sem conseguir acertar a dupla, que fugiu entrando no mato.

Após o confronto, os policiais da região foram chamados ao lado. O capitão Inácio Brilhante assumiu o controle a operação para caçar e prender os assaltantes na mata.

O veículo e os produtos roubados na casa do vereador em Caraúbas foram levados para a Delegacia Regional de Patu, onde já foram reconhecidos pelas vítimas.

O veículo havia sido tomado de assalto no dia 1º, em Natal. A Polícia está aguardando a presença do proprietário nesta segunda-feira, 5, para devolvê-lo.

Até o início da noite, os policiais militares continuavam em diligência na região procurando os dois assaltantes. Eles recomendaram evitar as trilhas neste domingo na região serrana.

Acreditam que os assaltantes estejam procurando oportunidade para tomar outro veículo para fugir da região. Esta é uma das razões que a PM continua em diligência.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
11:26

Por Miguel do Rosário, no blog O Cafezinho:

Como dizem os cariocas: caraca!

O factóide do Estadão contra Lula – de que ele teria “vendido uma MP” – é muito mais babaca do que se imaginava.

O Estadão tentou ligar a “venda” ao filho de Lula, por conta de um negócio deste com marketing esportivo.

Só que o projeto do filho de Lula aconteceu cinco anos depois da MP!

O pior não é isso.

A tal MP que Lula teria “vendido”, segundo o Estadão, nasceu de uma articulação iniciada por Antonio Carlos Magalhães, em 1999.

A MP foi aprovada por unanimidade no Congresso, em 2009, defendida por Tasso Jereissati (PSDB-CE), José Agripino (DEM-RN) e tendo como relator José Carlos Aleluia (DEM-BA), conforme descobriu o deputado federal Paulo Pimenta.

Era uma MP de interesse do país, em especial para os estados governados pelo PSDB.

O Estadão jogou sujo.

Tentou dar um golpe baixo, apenas para criar uma manchete contra Lula e insuflar o clima de ódio político contra o PT.

Cometeu um crime!

Contra Lula, contra seu filho, contra a informação, contra a ética jornalística.

E agora vai pagar caro!

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
10:54

Gidel Morais/Icem Caraúbas
   O vereador Silvio Viana (PROS), teve sua casa invadida neste sábado (3), no centro da cidade de Caraúbas, na região oeste do Estado do Rio Grande do Norte, por 4 bandidos fortemente armados, por volta das 6 horas da manhã.Os bandidos aguardavam do lado de fora, quando uma das pessoas que estavam dentro da residência ia saindo e foi rendida pelos elementos que entraram. Eles colocaram uma arma na cabeça do vereador Sílvio Viana e o ameaçaram de morte se ele não dissesse onde estaria o dinheiro e as armas de fogo. Foi um momento de pânico para toda a família. As crianças ficaram apavoradas e os elementos muito agressivos buscavam em toda parte objetos de valores.

A princípio um dos bandidos pensava que Silvio Viana era policial, no entanto, um deles disse que ele era vereador. Foram aproximadamente 45 minutos intermináveis de pânico e terror, sem saberem como ia ser o desfecho. Os bandidos levaram bens materiais como: Televisão, cordão de ouro, perfumes, espingarda de chumbinho, garrafas de Whisky, entre outros pertences.

Após roubarem a casa do vereador fugiram em um carro prata com destino ignorado. A polícia foi acionada, realizaram busca e até o momento ninguém foi preso. O caso está sendo investigado pelo Delegado Erick Gomes que enviou uma equipe para a residência do vereador.

Sílvio Viana explica que estava dentro de sua casa com a esposa, filhos e outras pessoas da família. “É complicado ter uma arma colocada na cabeça. A gente se sente extremamente vulnerável, temos que olhar com mais atenção para a segurança do nosso município, “, explica o vereador.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
10:48

Por Saulo de Castro

Esquema foi descoberto a partir de interceptações de ligações entre PMs e traficantes (Foto: Wellington Rocha/PortalNoar)

“A honestidade não serve para nada”. Este era o lema dos policiais militares investigados na Operação Novos Rumos, deflagrada esta semana pelo Ministério Público e que culminou na prisão de 12 PMs do 9º Batalhão, sediado no bairro de Cidade da Esperança, zona Oeste de Natal.

A partir de interceptações de conversas telefônicas entre os policiais que se deslocavam na viatura 924 e traficantes da região, ficou evidenciado o recebimento de vantagem indevida por parte dos PMs para permitir a continuidade de praticas criminosas como trafico de drogas a proteção de comerciantes proprietários de casas de jogos de azar.

O monitoramento das conversas expuseram ainda detalhes da conduta criminosa dos policiais que recebiam desde queijo e objetos, como aparelhos celulares, até mesmo altas quantias semanais em dinheiro. O objetivo era garantir a “vista grossa” para os delitos cometidos pelos traficantes com os quais mantinham acordo.

Um dos diálogos interceptados mostra como agiam os policiais. A gravação feita na viatura mostra que durante uma abordagem a um suspeito, o mesmo relembra a um dos policiais de uma arma que o próprio policial havia tomado durante uma ronda em uma festa.

Na mesma ocasião, o suspeito comenta que os PMs teriam seguido até a casa dele para fazer uma revista, onde foram encontrados diversos celulares da marca iphone, além de uma quantia no valor de R$ 2 mil. A gravação mostra que os policiais negociaram liberar o suspeito em troca dos celulares e do dinheiro, que foi devido entre os ocupantes da viatura.

Em outra situação registrada, os policiais realizam uma abordagem em um veículo suspeito e encontram uma pistola com um dos ocupantes do veículo. Os PMs tentam negociar a devolução da pistola em troca de uma quantia de R$ 2 mil. Após a negociação, os policiais liberam o cidadão e vão embora com a pistola, alguns queijos e mais R$ 1.200. O suspeito em questão que era um vendedor de queijo que teve todo o seu apurado tomado pelos policiais.

Em dado momento os PMs deixam claro o lema que carregavam no esquema criminoso. Durante uma conversa enquanto circulavam na viatura pela região, um dos PMs, identificado apenas como Pereira diz que outro policial mais antigo teria soltado uma indireta para ele alertando que o maior bem que se tem é honestidade.

O policial identificado como Prereira continua; “Policiais falam que honestidade não serve de nada nesse mundo corrupto. Se os políticos não são honestos, por que os policiais deveriam ser.”, Questiona ele aos comparsas.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
10:28

outubro rosa 2015

Na manhã de ontem  (02), durante a feira livre, a Prefeitura Municipal de Serra Negra do Norte, através da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu mobilização alusiva ao Outubro Rosa, que é uma campanha de conscientização realizada por diversos entes no mês de outubro em todo o país, dirigida à sociedade e às mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

A atividade de promoção de saúde esclareceu dúvidas e realizou triagem para realização de exames de mamografia, ultrassonografia mamária e preventivo.

 

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
10:12

Do G1

Ministro Teori Zavascki autoriza depoimento de Lula na Lava Jato

Ex-presidente não é investigado. Ele vai falar na condição de ‘informante’. Pedido é da Polícia Federal. Depoimento será parte de um dos inquéritos

Por Renan Ramalho

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira (2) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ministros do governo dele sejam ouvidos em depoimento em um dos inquéritos da Operação Lava Jato.

O pedido para ouvir Lula foi formulado ao ministro pela Polícia Federal. O ex-presidente não é investigado no caso, mas será ouvido na condição de testemunha, como defende o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ou “informante”, nas palavras do ministro.

O ministro não usou o termo “testemunha”, como Janot, para não qualificar a forma como o ex-presidente será ouvido. Em tese, num inquérito penal, uma pessoa depõe na condição de investigado (pela qual não tem compromisso de dizer a verdade) ou testemunha (em que se compromete a falar a verdade).

A figura do informante só existe num processo de natureza civil e, nessa condição, também não há obrigação de dizer a verdade.

A assessoria do Instituto Lula informou que a decisão de Zavascki confirma que ele não há motivo para que ele seja investigado.

“A manifestação do ministro Teori Zavaski confirma o entendimento do Procurador Geral da República: o ex-presidente Lula não pode ser investigado nos inquéritos sobre a Petrobras, porque não há qualquer razão para isso. O ministro Teori vai além: Lula não pode nem mesmo ser ouvido como testemunha. O ex-presidente sempre esteve à disposição das autoridades da República para colaborar na busca da verdade e, se convidado, o fará como um dever de cidadania”, diz o texto da nota.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
10:03

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, todo encalacrado com as contas na Suíça, não desceu do salto.

E, segundo a coluna Expresso, da Época, mira sua metralhadora para a presidente Dilma Rousseff.


Acuado com as denúncias sobre contas na Suíça e com receio de perder o cargo, Eduardo Cunha quer atingir a presidente Dilma Rousseff, a quem atribuiu sua derrocada. Partirá para o ataque nesta semana. Tentará criar uma comissão para analisar o pedido de impeachment proposto pelo jurista Hélio Bicudo. Cunha quer que essa comissão apresente um relatório até o dia 21 de outubro.

Para aprovar o pedido de impeachment, precisará de dois terços dos votos, o que ainda não tem. Se obtiver esses votos, Cunha conseguirá afastar Dilma da Presidência até que ela seja julgada no Senado. “Não caio antes dela”, disse Cunha a amigos.
Planalto está atento

A presidente já conhece parte da estratégia de Cunha e estuda a melhor forma de se defender.

A mais provável é acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para conter a manobra arquitetada por Eduardo Cunha.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
09:59

NOTA DE DESAGRAVO

A ASSOCIAÇÃO DOS PROCURADORES DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE – ASPERN, no uso de suas atribuições regimentais, vem a público manifestar desagravo contra a posição do Ministério Público Estadual que instaurou inquéritos civis contra a atuação do Procurador-Geral do Estado e do Procurador-Geral do Estado Adjunto, em face do ajuizamento da Reclamação Constitucional nº 2015.015014-3.
Os Procuradores do Estado possuem assento constitucional como função essencial à Justiça, ao lado da Defensoria Pública e do Ministério Público. Suas competências consistem na representação judicial e consultoria jurídica de todos os órgãos e entes do Estado, sejam do Poder Executivo, do Legislativo, do Judiciário e também do Tribunal de Contas e do próprio Ministério Público.
As prerrogativas do Advogado Público constituem um múnus público, sendo o advogado inviolável por seus atos e manifestações, nos termos do Estatuto da OAB. Dessa forma, a atuação dos Procuradores do Estado, no gozo de suas competências legais e constitucionais, não pode ser tolhida ou aviltada, mormente pelo Ministério Público, instituição responsável pela defesa da ordem jurídica e do regime democrático.
A ASPERN repudia, veementemente, qualquer ingerência do Ministério Público nas atividades institucionais da PGE, cujos representantes agiram dentro dos limites de sua atuação e no socorro das atribuições do Poder Judiciário e do Poder Legislativo, no caso da Reclamação Constitucional ajuizada.
A ASPERN se manifesta contrária à instauração de inquéritos pelo Ministério Público Estadual contra a atuação do Procurador-Geral do Estado, Dr. Francisco Wilkie Rebouças Chagas Júnior, e do Procurador-Geral do Estado, Dr. João Carlos Gomes Coque, pois representam atos atentatórios à plenitude da advocacia pública.
O Procurador do Estado não pode ser processado por defender, em nome do Estado, em juízo ou fora dele, uma tese jurídica fundamentada, menos ainda no caso em tela, no qual foi proferida decisão pelo Exmo. Sr. Desembargador Cornélio Alves, acolhendo os argumentos e a legitimidade da atuação da PGE.

Causa espécie, ainda, a tentativa do Ministério Público de punir os advogados públicos da PGE por um suposto retardamento na instauração de procedimento próprio para apurar os danos decorrentes dos desvios de recursos e ajuizar a respectiva ação de ressarcimento se nem ele mesmo ajuizou qualquer ação nesse sentido. Ademais, nos termos do art. 5º da Lei Federal nº 7.347/85, que disciplina a ação civil pública, o Ministério Público é o primeiro ente legitimado para a ação civil de ressarcimento por dano ao patrimônio público.
Por outro lado, à PGE apenas caberia iniciar os procedimentos internos para a atuação num eventual pedido de ressarcimento após provocada oficialmente pelo órgão lesado.
Outrossim, desde o ajuizamento, o pedido judicial de ressarcimento exige a juntada de provas do enriquecimento ilícito às custas do Erário, sob pena de improcedência da ação e condenação do Estado, no mínimo, em honorários advocatícios à parte contrária.
Diferentemente do que foi posto à sociedade, a atuação da PGE não afeta o andamento das investigações do Ministério Público, tendo se limitado a solicitar o deslocamento da competência jurisdicional para o Tribunal de Justiça, preservando-se os atos processuais até então praticados. O processo será, agora, conduzido pelo Chefe do Ministério Público Estadual e julgado pela mais alta Corte de Justiça do Estado, sem qualquer prejuízo a sua conclusão.

Registre-se, por oportuno, que o compromisso da ASPERN é com os princípios que norteiam a Administração Pública e com o Estado Democrático de Direito.
Por fim, a ASPERN manifesta solidariedade e desagravo em favor dos Procuradores do Estado, Dr. Francisco Wilkie Rebouças Chagas Júnior e Dr. João Carlos Gomes Coque, os quais agiram com a independência esperada para os cargos que ocupam.
Natal, 2 de outubro de 2015.
A Diretoria

*

A OAB também não gostou do posicionamento do MP e emitiu nota:
Nota em defesa da Advocacia Pública
A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Rio Grande do Norte, ratifica seu entendimento de que não há espaço na ordem jurídica para limitações ao exercício da advocacia, salvo nas hipóteses expressamente previstas na legislação pertinente.
Em face disso, a OAB/RN repudia a instauração de Inquérito Civil para investigação dos advogados públicos Francisco Wilke Rebouças Chagas Júnior, João Carlos Gomes Coque e Washington Alves de Fontes, unicamente por defenderem a Assembleia Legislativa do Estado nas investigações da Operação Dama de Espadas.

O simples deslocamento da competência – que em nada prejudica as investigações, antes pelo contrário, na medida em que evita futuras alegações de nulidade – determinado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte em decisão fundamentada do desembargador Cornélio Alves e que poderá ser objeto do recurso cabível, não deve servir de pano de fundo para a instauração de procedimentos que têm, claramente, o objetivo de retaliar a atuação e o livre exercício da advocacia, expressamente garantidos pela Constituição Federal e pelo Estatuto da Advocacia e da OAB.

Por fim, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Rio Grande do Norte ressalta o capítulo II da lei 8.906/94, que trata dos Direitos do Advogado, no seu artigo 6º, que dispõe claramente: “Não há hierarquia nem subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, devendo todos tratar-se com consideração e respeito recíprocos”.

Natal, 02 de outubro de 2015.

Sérgio Eduardo da Costa Freire

Presidente da OAB/RN

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
06:24

O Governo do Estado, por meio do Gabinete Civil, apresentou uma lista de propostas a representantes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), na noite desta sexta-feira (2).

O documento, que será levado à assembleia de docentes e técnicos na próxima semana, contempla quatro pontos e sua execução está condicionada ao retorno imediato dos servidores ao trabalho.

Buscando a conciliação dos interesses da instituição com a situação de finanças do Estado, o Governo se dispôs a conceder duas verbas indenizatórias: o auxílio-material pedagógico, para os professores, e o auxílio-transporte, para os técnicos administrativos, ambos no valor nominal correspondente ao percentual de 12,035% do vencimento básico de cada servidor vigente nesta data.

O benefício será concedido até que seja possível a realizar o reajuste remuneratório.

O Estado ainda garante a continuidade das negociações quanto à possibilidade de atendimento do pleito do reajuste equivalente, em percentual, aos valores economizados pela Instituição com corte de gastos na área de pessoal.

Na lista de propostas, o Governo afirma também que irá autorizar a realização de concurso público para reposição de vagas decorrentes de aposentadoria e falecimento, e que dará prosseguimento às obras da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (FANAT), Campus Central, do Campus Avançado de Caicó, e à liberação das contrapartidas dos convênios referentes às obras em andamento.

O Executivo estadual ainda se compromete com a interveniência, junto ao Banco do Brasil, para a liberação dos recursos para a conclusão da obra do Campus de Natal, oriundos do Proinveste.

“As negociações nunca foram encerradas. Estamos fazendo nossa parte e esperamos que essa questão seja superada de uma vez por todas”, assinalou a secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha. O reitor Pedro Fernandes recebeu a proposta em mãos.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
06:22

A estudante de Radialismo da UERN, Katia Mirla de Souza Luz, de 22 anos, não resistiu aos ferimentos provocados por um capotamento e morreu no Hospital Regional Tarcísio Maia, poucas horas depois de ser internada.

Ela foi vítima de um acidente de trânsito registrado no final da manhã desta sexta-feira (02) na rodovia federal BR – 110, saída de Mossoró com destino a Areia Branca.

Katia Mirla trafegava em um carro na companhia de duas mulheres e o motorista. O veículo capotou após tentar desviar de uma pá que caiu de um caminhão que trafegava a sua frente.

As duas mulheres identificadas como Francisca Paula Fernandes, de 30 anos, e Maria Auxiliadora Rodrigues, de 32 anos, sofreram ferimentos leves e foram levadas ao Hospital Regional Tarcísio Maia.

A estudante, por estar em estado grave, foi socorrida por uma unidade avançada do SAMU com traumatismo craniano encefálico grave, insuficiência respiratória aguda e trauma torácico.

Sua morte foi constatada por volta das 13h da tarde. Familiares acreditam que ela estava sem cinto de segurança.

Katia estava no 4º período do curso de Radialismo/Comunicação Social e integrava a equipe da UERN TV. Na quinta-feira (01), ela foi selecionada para participar de uma oficina de vídeo da TV Futura, no Rio de Janeiro.

Katia Mirla fez 22 anos na última terça-feira, 29 de setembro.

Pelas redes sociais, colegas e amigos se solidarizaram com a família da jovem por sua morte trágica.

“Companheira de algumas matérias pela UERN TV e dos congressos que fomos esse ano. Admirada pela sabedoria, humildade e determinação. Com certeza Deus te recebe de braços abertos! Fique na paz de Jesus. #‎luto”, publicou André Luiz, colega de turma.

Mossoró Hoje.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
06:19

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), através do subprocurador geral Jovino da Costa Pereira Sobrinho, solicitou ao desembargador Cornélio Alves (d.foto), do Tribunal de Justiça, que reconsiderasse a decisão que suspendeu as investigações da operação Dama de Espadas, que investiga desvios de mais de R$ 5,6 milhões da Assembleia Legislativa do RN.

O desembargador Cornélio Alves suspendeu as investigações por 30 dias a pedido do Procurador geral do Rio Grande do Norte Francisco Wilkie Rebouças Chagas Junior, alegando que havia possibilidade de ter deputados estaduais envolvidos nos desvios de recursos públicos e que estes teriam foro privilegiado, devendo ser processados no TJRN.

Contra o pedido de Francisco Wilkier Rebouças Chagas Junior, o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte também reagiu. Instaurou dois inquéritos civis para investigar o uso indevido da Procuradoria Geral do Estado e da Assembleia para defender as prerrogativas de deputados e o outro por retardamento das investigações na Operação Dama de Espadas.

Quanto a decisão do desembargador Cornélio Alves, a reação do Ministério Público ocorreu na tarde desta sexta-feira, 2. No documento, o subprocurador geral de Justiça Jovino da Costa Pereira Sobrinho deixa bem claro que o referido desembargador não deveria ter tomado a decisão liminar suspendendo a investigação Dama de Espadas do MP.

“Dito isto, é medida que se impõe a remessa dos autos a Desembargador Ibanez Monteiro, órgão prevento para o julgamento da causa, devendo ser declarado nulo o decisum proferido pelo Desembargador Cornélio Alves e, por conseguinte, extinta a Reclamação sem julgamento do mérito”, escreveu Jovino da Costa Pereira Sobrinho na peça entregue hoje ao TJRN.

Trecho final da ação movida pelo Ministério Público (veja na ÍNTEGRA) para que o processo retorne a primeira instância e a promotoria do Patrimônio Público possa dá continuidade nas investigações que resultaram num rombo de R$ 5,6 milhões nos cofres públicos do Estado.

Mossoró Hoje

 

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
06:11

O Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu, nesta sexta-feira, 2 de outubro, a visita de autoridades federais em políticas sobre álcool e outras drogas.

Índice

Estiveram presentes Vitore Maximiniano, Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça, Leon de Souza Lobo Garcia, Diretor de Articulação de Políticas sobre Drogas da Coordenação-Geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, e Manoel Onofre Neto, promotor da Infância e Juventude do Ministério Público Estadual.

Segundo o professor Maurício Campelo de Macedo, coordenador do Núcleo, a visita dessas autoridades é da maior relevância para o Rio Grande do Norte, pois trata da elaboração de projetos voltados para dar respostas concretas de natureza interssetorial aos problemas relacionados ao uso de álcool e outras drogas no estado.

O NESC vem desenvolvendo atividades de pesquisa, ensino e extensão nesta linha, por meio do Observatório de Saúde Mental (OBSAM), que inclui um Centro de Referência em Formação sobre Atenção aos problemas decorrentes do Álcool e Outras Drogas (CRR).

Esta visita, de acordo com o professor, representa o reconhecimento do trabalho desenvolvido e a perspectiva de consolidação do CRR, ampliação de suas atividades, e a elaboração de um curso de Especialização nesta área.

O Potiguar

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
06:10

Em nota oficial sobre as notícias de supostas movimentações financeiras atribuídas ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no exterior, a assessoria de imprensa da presidência da Câmara informou que Cunha desconhece o teor dos fatos e não irá fazer comentários sem ter acesso ao conteúdo real dos fatos.

“Assim que tiver ciência, por meio de seus advogados, o presidente se manifestará”.

A assessoria da Câmara acrescentou que Eduardo Cunha “reitera o teor do depoimento prestado à CPI da Petrobras de forma espontânea”. No depoimento, ele disse que as contas que tem estão na declaração de Imposto de Renda. “Não tenho qualquer tipo de conta em qualquer lugar que não seja a conta declarada no meu Imposto de Renda.”

De acordo com a nota, “causa muita estranheza a divulgação seletiva de notícias visando unicamente a constranger o presidente da Câmara, em contrapartida ao silêncio sobre fatos graves que não foram objeto de divulgação alguma”. Ainda no documento, a assessoria de Cunha contesta “a tentativa contínua de transformar o presidente da Câmara no principal foco da investigação”.

Em outro trecho da nota, a assessoria da presidência da Câmara diz que o deputado Eduardo Cunha “continua absolutamente tranquilo, realizando seu trabalho com a mesma lisura e independência e confiando plenamente na isenção e imparcialidade do Supremo Tribunal Federal”.

Publicado por: Chico Gregorio


03/10/2015
06:06

Do Juruá Online

Presidente Municipal do PSOL diz que não aceitará filiação de homossexuais

“Não vai ter lugar para essa gente onde a palavra de deus está em primeiro lugar”, disse Bibiano, do PSOL.

“Hoje a religião está em primeiro lugar dentro do PSOL, alega o presidente Bibiano.”

Em entrevista ao vivo pelo Sistema Juruá de Comunicação, Bibiano Queiroz, presidente do diretório provisório do PSOL em Cruzeiro do Sul-AC afirmou não apenas ser contra a união civil entre pessoas do mesmo sexo, mas que irá vetar a participação de homossexuais no partido.

Bibiano, que também é ministro evangélico, poderá ser o candidato a prefeito pelo PSOL. Ele disse que as posições defendidas por Luciana Genro e Jean Wyllys no PSOL em favor dos direitos LGBT, representariam menos de 10% do partido e que eles estariam isolados.

“Hoje a religião está em primeiro lugar dentro do PSOL. No Acre, esse grupo que tem essa tendência, nós não estamos nem conversando com eles. Esse grupo está completamente isolado no PSOL. Nós estamos encaminhando um pedido para que sejam excluídos do partido.”

Bibiano afirma que quem luta pelos direitos LGBT, será eliminado de dentro do partido.

“Essas coisas que veem contrárias às escrituras, nós estamos eliminando. Nós queremos um partido em que a pessoa seja religiosa e que procure seguir pela palavra. A bíblia diz em Romanos capítulo 1 versículo 18 diz que isso é condenável. Sou radical contra tudo que contraria a palavra de deus.”

Perguntado se suas posições pessoais não entrariam em conflito com as bandeiras históricas defendidas pelo diretório nacional do PSOL, Bibiano foi enfático:

Publicado por: Chico Gregorio