24/04/2016
08:00

Do Estadão – O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa usou seu Twitter para se manifestar sobre a ‘ferramenta’ impeachment. Na madrugada de quinta-feira, 21, o ex-ministro falou, em 14 mensagens, ‘sobre o drama político-constitucional’, que seria tema de sua palestra em Florianópolis, no dia seguinte. Segundo Barbosa, o impeachment é uma ‘bomba’, um ‘mecanismo legítimo, mas traumático’ e que deve ser usado ‘com precisão quase científica’.

No último domingo, 17, a Câmara dos Deputados aprovou, com 367 votos favoráveis, mais do que os 342 necessários, a continuidade do processo de impedimento de Dilma Rousseff (PT), que agora está sob análise no Senado. Se for aceito também no Senado, a presidente será afastada por 180 dias para ser julgada pelo Congresso e, neste período, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assume a Presidência. Se ao final do processo o Congresso decidir pelo afastamento da petista, o vice segue como presidente até o final do mandato, em 2018.

“Na sexta falarei “umas palavrinhas” sobre o drama político-constitucional atual, numa palestra que proferirei em Florianópolis”, disse a seus seguidores.

“Os que privam da minha intimidade, os que observaram e analisaram meu modo de pensar e de tomar decisões; os que se recusam a abordar o direito constitucional e a ciência política como se fossem uma criação autóctona, chã e provinciana; os que me ouviram em algumas conferências que proferi Brasil afora nos últimos meses; esses, sim, já sabem o que eu vou dizer em Floripa.

“O ministro continuou com ‘um aperitivo’.

“Impeachment é uma formidável ferramenta contramajoritária. É inerente ao próprio sistema presidencial de governo. É previsto na nossa Constituição, em uma lei federal e em normas regimentais da Câmara e do Senado”, afirmou.

“Mas o que pouca gente sabe, e os que sabem fingem não saber, é o seguinte: Impeachment é uma bomba! É um mecanismo legítimo, mas traumático; necessário, mas deve ser usado com precisão quase científica. Regenerador em alguns casos, mas em outros pode se revelar destrutivo, convulsivo, provocador de “rachas” duradouros na sociedade. Tenham em mente: impeachment foi concebido POR e PARA uma sociedade de antanho, em que ainda predominavam as “guerras de facções”. Foi concebido por pessoas que criavam normas para o presente, mas pensando na sua aplicabilidade no futuro, algumas gerações à frente.”

Publicado por: Chico Gregorio


24/04/2016
07:55

Uma nova espécie foi catalogada no RN – o jabuti vermelho. Alguns estão bem escondidos, mas se procurados com jeitinho acabam sendo descobertos.

Outros, nem tanto. Seus progenitores são liberais: eles transitam livremente por aí sem a preocupação com predadores.

A característica nova do jabuti vermelho, que o torna bem diferente dos seus primos distantes, é que eles são rápidos – vão da esquerda até a direita com desenvoltura.

Outra habilidade que o torna único é que, ao contrário dos seus parentes, que quando encontrados são extintos, o jabuti vermelho tem o dom da multiplicação.

Fonte: Daniel Menezes

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
11:15

Do UOL – Por Josias de Souza – Amigo de Michel Temer, o criminalista Antonio Claudio Mariz de Oliveira é, hoje, o nome mais cotado para comandar o Ministério da Justiça num eventual governo do PMDB. Trata-se de uma das principais grifes da advocacia nacional. Há quatro meses, em janeiro, Mariz empurrou o seu prestígio para dentro de um manifesto com críticas radioativas à Lava Jato.

Subscrito por mais de uma centena de advogados, o texto se refere à operação que investiga o maior caso de corrupção já descoberto no país como “uma espécie de inquisição.” Acusa a força-tarefa que cuida do caso de praticar “violações de regras mínimas para um justo processo”.

Mais: o manifesto endossado pelo preferido de Temer alega que, na Lava Jato, desrespeitam-se princípios elementares do Direito —a presunção de inocência, o direito de defesa e a garantia da imparcialidade, por exemplo.

Muito mais: reclama-se no manifesto do excesso de prisões provisórias, da atuação da imprensa, do vazamento seletivo de informações sigilosas, da execração pública dos réus e da violação de prerrogativas dos advogados.

Sem mencionar-lhe o nome, o documento denuncia a suposta parcialidade do juiz Sérgio Moro. Classifica de “desnecessárias” as prisões de corruptos e corruptores. “O Estado de Direito está sob ameaça”, anota o texto subscrito por Mariz.

“No plano do desrespeito a direitos e garantias fundamentais dos acusados, a Lava Jato já ocupa um lugar de destaque na história do país”, anotou o documento. “Nunca houve um caso penal em que as violações às regras mínimas para um justo processo estejam ocorrendo em relação a um número tão grande de réus e de forma tão sistemática.”

Antonio Mariz reiterou em entrevistas as críticas despejadas sobre o manifesto. Pressionando aqui, você assiste a uma dessas entrevistas, concedida à repórter Maria Lydia. O doutor já atuou na Lava Jato. Defendeu um dos executivos da Camargo Corrêa: Eduardo Leite. Por tudo o que subscreveu, disse e fez, Mariz será uma nomeação dura de roer se for confirmada por Temer.

Mariz esteve com Temer há quatro dias. Estava acompanhado do secretário de Segurança de São Paulo, Alexandre de Moraes. Também amigo de Temer, Moraes está cotado para o posto de Advogado-Geral da União. Já atuou como advogado de Eduardo Cunha, o notório deputado que acumula as condições de réu e de presidente da Câmara.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
11:10

fatima e robinson

O rompimento do PT com o governo Robinson Faria (PSD) poderá trazer como consequência política a construção de uma candidatura da legenda ao governo do Estado em 2014. A avaliação é corrente nos bastidores da política e leva em consideração o fato de que Fátima Bezerra (PT) é franco atiradora nas eleições gerais de 2018. Candidatando-se ao governo e sendo derrotada, a petista não teria prejuízo político: seu mandato ao Senado vai até 2022.

A análise é feita para justificar a maneira desinibida com a qual o PT resolveu se desfazer, sem cerimônia, da aliança com o governador Robinson Faria neste início de abril. O partido usou o argumento de que o filho de Robinson, o deputado federal Fábio Faria (PSD), apoiou o “golpe” contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), votando a favor do impeachment da chefe do executivo federal.

Diante disso, o PT, que tinha seis espaços na gestão estadual – entre eles o da Secretaria de Educação – se desvinculou da administração estadual e do grupo político que ajudou a eleger e que viabilizou a candidatura de Fátima em 2014. Para aliados do governador Robinson, Fátima, contudo, já vinha pavimentando sua candidatura ao governo ainda em 2014, tão logo soou o término da eleição majoritária que a sagrou senadora.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
11:05

fraxe

Diante da possível saída da advogada Kalina Leite da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed), surgiu a sondagem de que o general Jorge Fraxe, atual titular do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) do RN, estaria sendo cotado para assumir a vaga.

O general do exercito  Jorge  Fraxe não confirmou, mas também não negou a possibilidade de assumir a pasta nos próximos dias:

“O que posso dizer é que o governador está trabalhando em cima deste assunto, a informação concreta só pode ser dada por ele. Além disso, não tenho nada a declarar neste momento”, despistou.

O exercito brasileiro tem outras atribuições, não significando que pelo fato de ser general, seja a pessoa ideal para

assumir a pasta da segurança publica do RN.

A Sesed vem sendo uma das principais pastas criticadas pela população potiguar, que tem se revoltado a cada dia com o alto índice de criminalidade registrado no Estado.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
10:05

Blog do Planalto

O governador Ricardo Coutinho classificou como “grotesca” a votação da admissibilidade do processo de impeachment contra Dilma Rousseff ocorrida na Câmara dos Deputados, no último domingo (17).  A declaração foi dada ao Blog do Planalto, logo após encontro do socialista com a presidente, nessa quarta-feira (20), em Brasília.

Ainda conforme a publicação, Ricardo Coutinho voltou a dizer que tirar Dilma do poder não resolve os problemas do país e que o impeachment contra a petista é um “ataque profundo à democracia”. Ele ressaltou que o discurso de vários parlamentares contra a corrupção não convence, pois muitos deles são investigados pelo mesmo crime. O governador também lembrou que não há nenhuma denúncia contra a presidente.

O governador apelou ainda para que o Senado analise com cuidado a continuidade do processo. “Usurpar um poder é algo inaceitável. Isso só pode ser feito quando alguém, algum governante, dá demonstrações claras que faltou com decoro ou, cometeu crime de responsabilidade. Não é o caso da atual presidente, e é preciso que a nação tenha uma consciência muito grande disso para que o Brasil não possa dar um passo no qual ele não vá mais se recuperar, porque estará inscrito na história como um grande golpe”.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
09:52

A Secretaria de Saúde da cidade de São João do Sabugi, comunica a toda a população local que a partir de hoje a tarde se iniciará a operação de borrifação com o carro fumacê.

E ainda avisa que é obrigatória a abertura de portas e janelas de todo e qualquer tipo de imóvel de todo o município.

Fonte Sabugi Notícias.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
09:41

Alguém sabe me dizer o porquê e o que BENITO GAMA, aquele deputado do DEM da Bahia, terra da OAS, veio fazer aqui no RN, como secretário do governo ROSALBA CIARLINI, também, à época, do DEM?

Foto de José Batista Rangel.
Do Blog: O baiano Benito Gama, ex deputado federal , um dos principais  caciques  do DEM, foi secretário de
Desenvolvimento Econômico do RN, no governo Rosalba Ciarlini DEM, uma das principais aliadas do senador
Agripino Maia, fato que não ficou bem explicado, pois em nosso estado tem pessoas com capacidade para assumir
qualquer cargo, não sendo necessário trazer do estado da Bahia.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
09:22

“As providências requeridas vão acelerar o processo de esclarecimento dos fatos investigados. Tenho certeza que tornarão clara a improcedência da acusação que me é feita, de conduta irregular na construção da Arena das Dunas”.

01

Não consegui entender, se Agripino e Felipe Maia entendem com a  quebra sigilo bancário e fiscal, vai ajudar  a provar

inocência deles, por que desde o início do processo não abriram mão espontaneamente , sem precisar ser determinado

pelo STF.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
08:48

A Justiça do RN mandou soltar o delegado Olavo Dantas de Medeiros Junior, preso em julho do ano passado ao ser acusado de envolvimento em um esquema de fraudes no Ipern.

A decisão foi do juiz criminal Raimundo Carlyle.O delegado Olavo foi detido na operação Prata da Morte que investigou o desvio de recursos no Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais do RN (Ipern).

Blog do BG:

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
08:43

Lula Marques

 

Eduardo Cunha (foto) poderá assumir a Presidência da República em pelo menos quatro oportunidades até o fim do ano, caso a abertura do impeachment de Dilma Rousseff seja aprovada pelo Senado nas próximas semanas e Michel Temer viaje para o exterior para compromissos diplomáticos.

A primeira vez seria logo em junho, quando deve ocorrer a Cúpula do Mercosul, em Assunção.

Em setembro, Temer teria outros dois compromissos: a Cúpula do G-20, na China, e a Assembleia Geral da ONU, em Nova York — um evento que dificilmente Temer perderia, já que é o presidente brasileiro que tradicionalmente faz a abertura da reunião.

No mês seguinte, Cunha também assumiria, já que Temer teria que viajar para a Cúpula dos Brics, na Índia.

É a escalada de Eduardo Underwood Cunha a todo vapor.

Lauro Jardim

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
08:41

José de Abreu reage com cuspe a provocação de cliente anti-PT em restaurante  Tata Barreto / TV Globo/TV Globo

Petista declarado, o ator José de Abreu revidou com cuspe a um xingamento de um cliente em um restaurante na noite desta sexta-feira, em São Paulo. Segundo o próprio artista narrou em sua conta no Twitter, o suposto advogado o xingou: “Vota no PT e vem comer no japonês!”.

Zé de Abreu disse, ainda, que sua mulher foi ofendida durante meia hora e que, quando foi sair do restaurante, o homem começou a discursar. “Cuspi na cara!”, admitiu o ator.

IMG-20160423-WA0002

Blog do BG:

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
08:29

Por: Redação – Folha de S. Paulo

16109227

Alvo de pelo menos quatro inquéritos criminais, entre eles por suspeita de formação de quadrilha e tentativa de homicídio, o deputado André Moura (PSC-SE) iniciou seu voto em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff afirmando que o país vive o maior escândalo de corrupção da história.

Um dos mais fiéis aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado sergipano também é investigado por suposto desvio de recursos públicos.

Pelos menos 7 dos 70 parlamentares que citaram “corrupção” na tribuna durante a sessão de domingo respondem a inquéritos ou ações penais no STF (Supremo Tribunal Federal) que miram em delitos graves como corrupção e desperdício do dinheiro público.

O caso da deputada Raquel Muniz (PSD-MG) é emblemático. Favorável ao impeachment e investigada por crime contra a fé pública, ela disse no plenário que o Brasil tem jeito e deu como exemplo de correção seu marido, o prefeito de Montes Claros (MG), Ruy Muniz.

Menos de 24 horas depois, Muniz foi preso sob a acusação de tentar inviabilizar o funcionamento de hospitais públicos e filantrópicos concorrentes da unidade de saúde que pertence à família dele.

Alberto Fraga (DEM) encabeçou a lista dos mais votados no Distrito Federal em 2014. Da tribuna, ele bradou: “Se 342 votos eu tivesse, 342 votos eu daria para salvar o país dessa corrupção, dessa ladroagem que se chama PT. Meu voto é “sim”.

No STF, Fraga aparece como suspeito de ter recebido R$ 350 mil em propina quando era secretário de Transportes do DF, durante a gestão do governador José Roberto Arruda, preso pela PF em 2010.

Eleito pelo PSB da Paraíba, Rômulo Gouvêia afirmou, na sessão do fim de semana, que a Câmara estava votando “o combate à corrupção”. “É o fim da corrupção”, decretou.

Gouveia responde a uma ação penal sob a acusação de ter dispensado de forma ilegal licitação para contratação de uma empresa de publicidade quando presidia a Assembleia Legislativa da Paraíba, em 2003.

Ele também é um dos alvos de inquérito do STF, em segredo de Justiça, que investiga fraude no programa de internet gratuita no Estado. O contrato sob suspeita teve verba destinada pelo deputado.

Já Duarte Nogueira (PSDB-SP) não figura na relação de alvos do Supremo, mas em janeiro foi apontado pelo ex-presidente da Coaf (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar) Cássio Izaque Chebab como beneficiário da propina do esquema da merenda escolar.

Ele justificou seu voto em favor do afastamento de Dilma “pelo reencontro desse país maravilhoso com a esperança, porque não aguenta mais tanta afronta à Constituição, mentiras, impunidade e corrupção”.

Um dos que pregaram a extinção “do projeto de poder e de corrupção” integra a lista de congressistas da Operação Lava Jato. Trata-se de Luiz Carlos Heinze (PP-RS).

O doleiro Alberto Yousseff citou o nome do parlamentar como um dos possíveis destinatários do suborno pago ao líder do PP à época. O dinheiro seria proveniente de desvios na Petrobras.

Não foi só a ala anti-Dilma que levantou a bandeira do fim dos malfeitos. A petista Érika Kokay (DF) afirmou votar contra a “corrupção que está sentada na presidência desta sessão [se referindo a Cunha]”.

Ela responde no STF a inquérito por lavagem, corrupção e formação de quadrilha.

Publicado por: Chico Gregorio


23/04/2016
08:26

15175542

Um laudo da Polícia Federal afirma que a empreiteira Andrade Gutierrez fez pagamentos para uma empresa de fachada, que pertence a um suspeito de operar pagamentos de propina, dentro de contas contábeis de contratos da construtora com o governo de São Paulo, como o Rodoanel e o Metrô.

A análise aborda a contabilidade da construtora e foi anexada a um inquérito da Operação Lava Jato nesta semana.

De acordo com o laudo, a Andrade Gutierrez fez uma série de pagamentos para a empresa Legend, do empresário Adir Assad, que ficou preso em 2015 e já foi condenado sob a acusação de operar propinas na Petrobras.

Os peritos mostram em uma tabela que foram pagos pela empreiteira à Legend R$ 7,4 milhões dentro de uma conta contábil usada pela construtora para gerir os seus gastos na construção da Linha 2-verde do Metrô de São Paulo. Outros R$ 1,08 milhão foram pagos à Legend na central de custos do Rodoanel, em 2009. Na época, o governador do Estado era José Serra (PSDB).

As informações foram antecipadas pelo jornal “O Estado de S.Paulo”.

Além dessas obras, também há pagamentos no mesmo modelo feitos em projetos do governo federal, como a hidrelétrica de Belo Monte e a expansão do Trensurb, rede de trens da região metropolitana de Porto Alegre.

O laudo não traz, porém, nenhuma conclusão sobre a motivação desses pagamentos.

Por:  – Folha de S. Paulo

Publicado por: Chico Gregorio


22/04/2016
18:04

Por Antonio C. Senkovski

A produção de carne bovina no Brasil aumentou 45% nos últimos 15 anos, divulgou nesta sexta-feira (22) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em 2015, um total de 9,2 milhões de toneladas do alimento foram comercializadas no país. Em 2000, o balanço havia fechado em 6,3 milhões de toneladas.

Em relação ao número de cabeças de gado no país, o incremento do rebanho no mesmo período foi de 25%. Enquanto em 2000 havia 171 milhões de cabeças, em 2015 o número fechou em 214 milhões. Conforme o Mapa, trata-se do maior rebanho comercial bovino do mundo, com cerca de 75% do total para o consumo interno e o restante exportação

 

Publicado por: Chico Gregorio