18/08/2015
13:34

Congresso em Foco – Lawrence Lessig (renomado professor da Faculdade de Direito de Harvard) e Paulo Roberto Costa (réu confesso e delator no caso Lava Jato, que está preso em regime domiciliar) afirmam que as doações empresariais de campanha distorcem a República e têm por objetivo influenciar o comportamento dos eleitos (deslegitimando a democracia). Reportando-se ao caso americano, Lawrence Lessig é enfático: “Temos eleições gerais, mas só depois que os financiadores escolhem os candidatos que vão participar da disputa”. Do sistema de dominação (invisível) exercido pelos poderosos econômico-financeiros, faz parte o controle do poder político, que é o visível.  Isso representa uma distorção gravíssima, que acontece com maior ênfase no Brasil, onde apenas dez grandes empresas participaram do financiamento das campanhas de 70% dos deputados federais eleitos em 2014.

download (6)
Dez empresas financiaram 70% dos deputados. Juízes questionam: quem é o eleitor no Brasil?

De cada dez deputados federais, portanto, sete foram financiados (“corrompidos em sua independência”) pelos dez doadores empresarias que mais “investiram” nos políticos (cf. portalEstadão 8/11/14). São 360 dos 513 deputados, distribuídos em 23 partidos diferentes. O dinheiro dos financiadores não tem cor nem ideologia. O fundamental para o sistema de dominação é ter o controle do poder político. Tudo e todos (incluindo, particularmente, o poder político e o poder midiático) devem estar sob suas rédeas. Com o sistema de dominação de uma sociedade não se brinca.

Os dez maiores financiadores são: JBS (bancada do bife), Bradesco e Itaú (bancada dos bancos), OAS, Andrade Gutierrez, Odebrecht, UTC e Queiroz Galvão (bancada das betoneiras ou do concreto), Grupo Vale (bancada dos minérios) e Ambev (bancada das bebidas). Além dessas ainda existem as bancadas da bola, da bala, da bíblia etc.

O STF já votou (majoritariamente) pela inconstitucionalidade desse financiamento empresarial, mas o processo está com a tramitação suspensa graças a um pedido de vista desde abril de 2014.

Não existem de fato eleições livres no Brasil e não é difícil compreender onde está o centro do problema. Se um candidato não dispõe de recursos significativos para promover a sua campanha e outro está abastecido por milhões (os eleitos gastaram 11 vezes mais que os não eleitos), já se sabe de antemão quem vencerá. O número de pessoas alcançadas pela propaganda deste último superará em muito os que sequer saberão da candidatura do outro. No nosso caso, temos que considerar ainda o caráter endêmico do abuso do poder econômico caracterizado pela compra do apoio de lideranças políticas.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
13:30

AB – O consumo habitual de café poderia aumentar as possibilidades de sobreviver ao câncer de intestino e proteger os pacientes de reincidências, informa estudo divulgado pela publicação britânica Journal of the Clinical Oncology.

images (1)
Café aumenta a possibilidade de sobrevivência ao câncer de intestino, diz estudo

Um grupo de cientistas descobriu que os pacientes que recebiam tratamento e que consumiam altas doses de café, quatro ou mais xícaras por dia, tinham cerca de 42% menos possibilidades de registrar reincidência da doença que aqueles que não consumiam a bebida. O estudo também mostrou como os pacientes que bebiam café tinham 33% menos possibilidades de morrer de câncer que os demais pacientes.

O médico Charles Fuchs, diretor do Centro de Câncer Gastrointestinal de Boston, nos Estados Unidos, afirmou ter comprovado que “os consumidores de café têm um risco menor de desenvolver câncer, além de que a sobrevivência e as possibilidades de cura aumentam consideravelmente”.

Apesar dos resultados do estudo, Fuchs mostrou-se cauteloso com os potenciais benefícios do café como tratamento alternativo para os doentes de câncer de intestino. “Se bebe café habitualmente e está sendo tratado de câncer do intestino, não deixe de beber, mas se não é um consumidor habitual e se pergunta se deve começar, primeiro consulte o seu médico”, declarou o pesquisador.

Ainda que seja a primeira vez que um estudo relaciona o consumo de café à redução do risco de reincidência de câncer, investigações prévias indicaram que a bebida poderia proteger contra vários tipos de tumores malignos, incluindo os melanomas, o câncer de fígado e o de próstata avançado.

O Potiguar.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
08:04

“Dama Vermelha”: a história da mulher que enfrentou o ódio na Paulista

Por Luciano Marra, via Facebook

“Putinha do Lula, putinha do Lula”. Mais respeito, minha filha, mais respeito. “Vagabunda, vagabunda!!!” Não, minha filha, você não me conhece… “Velha doida, velha doida!”.

Não, vocês são irracionais, precisam conhecer nossa história. “Deve ser filha de ladrão!!” Não, rapaz, vivi a época da ditadura, vou morrer lutando contra ela. Você não sabe o que está dizendo… vocês são formados pela televisão. Sem encostar, não tenho medo de nada, já enfrentei coisa pior, você não sabe de nada, é preguiçoso!! Encosta que eu devolvo!!! “Filha da puta!!” Me respeite, eu vivi a história, você é um desinformado.

E foi assim que conheci uma heroína a ponto de entender com quantos filamentos se faz a fibra de uma grande mulher. Por falta de melhor nome, anotei na caderneta de fotos: agosto de 2015, Avenida Paulista, A GRANDE DAMA VERMELHA, a quem devo uma lição de extrema coragem, paciência e lucidez, em São Paulo.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:53

 Por Renato Dantas.

SAÃO JOÃO

No momento em que estados e municípios vivem a expectativa de uma nova avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), em novembro, um estudo encomendado pelo jornal Estadão, à consultoria Meritt Educacional, mostrou alguns municípios do RN (ver tabela acima) em situação de piora acentuada e estão longe das metas estabelecidas pelo MEC, por outro, o mesmo estudo reforçou em números que outros municípios potiguares estão muito bem obrigado, no quesito educação.

Prefeito Anibal, excelente administração

O Seridó do RN e principalmente a cidade de São João do Sabugi aparece nesse estudo do ESTADÃO DE SÃO PAULO e mostra conforme imagem acima, a cidade de São João em 1º lugar em “Os melhores do IDEB” com 4,8.

Para a Secretária Municipal de Educação de São João do Sabugi Maria do Desterro Fernandes da Costa, é um momento importante que São João vive, graças a o empenho de toda a equipe e principalmente o compromisso do prefeito ANÍBAL PEREIRA.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:46

Entre eles estão 54 vereadores e 29 secretários municipais; 27 casos de pagamentos a pessoas que constam como falecidas no Sistema Informatizado de Controle de Óbitos; e 363 servidores com mais de 70 anos, idade limite para aposentadoria compulsória do servidor público.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:28

ProtestoForaDilma42An-kxJC-U101549093270Un-1024x683@GP-Web

Um dos principais alvos dos protestos deste último final semana, o PT utilizará inserções partidárias para promover a mobilização desta quinta-feira, patrocinada por movimentos sociais e sindicatos ligados ao governo Dilma. Além do PT, as manifestações deste domingo, ocorridas em todos os Estados do País, também tiveram como foco a gestão da petista e o ex-presidente Lula.

Os comerciais do PT, com duração de 30 segundos, estão programados para serem divulgados em cadeia nacional a partir desta terça-feira, 18. A contraofensiva dos petistas ocorrerá dois dias antes do ato promovido por setores favoráveis ao governo Dilma. No material previsto para ser distribuído às rádios, não há citações à palavra impeachment, uma das bandeiras encampadas por líderes dos movimentos contra o governo, nesse domingo.

Em uma das inserções, um locutor defende, porém, a participação popular em defensa da democracia. “Chegou a hora de ir às ruas para defender os direitos trabalhistas, as conquistas sociais dos últimos anos e acima de tudo para defender a nossa democracia. Por isso, junte-se à mobilização nacional que nessa quinta-feira, dia 20, vai unir movimentos sociais, partidos políticos, centrais sindicais e todos aqueles que acreditam, que o Brasil é maior que qualquer crise. Participe e fortaleça a nossa democracia”, diz o comercial.

A convocação para o ato desta quinta-feira também conta com o apoio de partidos como PCdoB e Psol e representantes da UNE, CUT MST, entre outros. “Estaremos nas ruas de todo o País neste 20 de agosto em defesa dos direitos sociais, da liberdade e da democracia, contra a ofensiva da direita e por saídas populares para a crise”, diz texto de convocação produzido pela CUT.

Em uma segunda inserção de rádio, o PT retoma a estratégia de fazer um “mea culpa” dizendo que qualquer partido “vive bons e maus momentos” e ressalta algumas das conquistas promovidas pela legenda. “Qualquer governo, qualquer partido vive bons e maus momentos, comete erros e acertos. É bom recordar os erros para que eles não aconteçam mais. Mas também é bom lembrar que juntos criamos um novo Brasil. Vencemos a fome e a miséria. Elevamos a renda de milhões. Fizemos mudanças esperadas há décadas. Um País que chegou onde chegamos, tem tudo para superar qualquer crise na economia, basta acreditar”, diz o locutor.

Alex Viana.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:25

541046-970x600-1

Juliana Isen, a socialite que ganhou o rótulo de “musa da direita”, tirou a roupa para protestar contra o governo… de novo.

A tática que lhe deu fama em março —e rendeu até um ensaio na “Sexy”— foi repetida pela moça no ato deste domingo (16). Com rosto agora conhecido na avenida Paulista, ela posou com policiais militares, fez selfies com os “fãs” e distribuiu revistas autografadas.

“Estamos num país democrático. Cada um se manifesta como quer. Melhor tirar a roupa do que tirar o dinheiro do povo”, justifica.

Apesar do título que recebeu nas redes sociais, a peladona do protesto rejeita a ideologia de direita e se diz uma pessoa “sem rótulos”. “Não sou musa da direita, nem da esquerda. Sou a favor de um país melhor.”

Empresária, Juliana criou sua própria linha de camisetas para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT): a peça traz o desenho de uma mão vermelha com quatro dedos, em referência ao ex-presidente Lula (PT), posicionados como se estivessem “agarrando” um dos seios.

Ela afirma saber que “o impeachment não vai acontecer”. “Mas a gente tem que ser ouvido.”

Na primeira vez em que apareceu “desinibida” em uma manifestação antigoverno, em 15 de março, usou adesivos para cobrir os mamilos. No ato de 12 de abril, foi de maiô transparente para fotografar para a “Sexy”.

Desta vez, Juliana ficou só de saia na avenida. A socialite promete continuar mostrando (muito) mais que a insatisfação nos protestos. “Sou muito impulsiva”, diz.

Alex Viana.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:20

13592_2_L

Apesar da deterioração econômica atual e da pressão das ruas por um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o setor empresarial brasileiro deve se manter afastado dessa possibilidade.

A opinião é do professor e cientista político do Fundação Getulio Vargas Marco Antonio Teixeira em entrevista à “TV Folha”. Segundo ele, um processo de impeachment significaria uma ruptura grave e sem prazo para apaziguar o mercado, o que poderia trazer grandes prejuízos econômicos.

Para o cientista político, a grande novidade das manifestações de domingo (16) foi a presença de líderes da oposição nas ruas.

Alex Viana.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:12

O prefeito Francisco José Junior e o ministro Gilberto Occhi, da Integração Nacional, entregaram na tarde desta segunda-feira (17), 376 casas do Programa Minha Casa Minha Vida, na região Oeste de Mossoró/RN. O Governo do Estado foi representado na solenidade pela secretaria de Assistência Social Juliane Faria, e o vice-governador Fábio Dantas. Até junho de 2016, o prefeito de Mossoró, através de parceria, quer ter entregue 2.516 moradias.

“Estamos aqui em Mossoró numa agenda diferente do Ministério da Integração, mas por determinação da presidenta Dilma, alguns ministros estão indo aos estados para fazer a inauguração do Minha Casa Minha Vida”, explica o ministro Gilberto Occhi, ao desembarcar no Aeroporto Dix-sept Rosado. O ministro também ressalta a importância da parceria entre os gestores municipais, estaduais e federal para construir moradias.

“Até ano passado estava no Ministério das Cidades e então tive esta honra de vir aqui no Rio Grande do Norte para entregar este empreendimento. São 376 casas, construídas através de uma parceria com a Prefeitura de Mossoró, com o Governo do Estado”, falou o ministro, acrescentando que é “uma satisfação grande para as famílias que vão receber estas moradias”.

O ministro Gilberto Occhi disse também que nos próximos dias que Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil vão entregar mais outros empreendimentos do Minha Casa Minha Vida ao povo de Mossoró. Ele estava se referindo ao Residencial Mossoró, com 900 casas, e os conjuntos no Alto da Pelonha, com 840 casas, e Jardins das Palmeiras com 400 casas para erradicar a favela do Tranquilim.

Mossoró Hoje.

Publicado por: Chico Gregorio


18/08/2015
07:05

Folha de São Paulo – O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), classificou nesta segunda-feira (17) a declaração do ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, em que sugere a renúncia da presidente Dilma Rousseff, como um “grave equívoco”, “demonstração de ressentimento e inveja” e que revela uma “pequenez política” por parte do tucano, que age como “líder de torcida”.

image
O senador Humberto Costa em sessão do Senado Federal

“É um grave equívoco. Se um governo que está mal avaliado e enfrentando uma crise econômica tivesse que renunciar, Fernando Henrique também o deveria ter feito quando foi presidente. Ele também enfrentou uma grave crise econômica, pior do que a enfrentada agora e também haviam muitas denúncias de corrupção envolvendo as privatizações”, disse o petista.

No seu mais duro recado à presidente Dilma e ao PT, FHC afirmou que o mais significativo das demonstrações deste domingo (16) é a persistência do sentimento popular de que o governo, “embora legal, é ilegítimo”. O tucano vai além e diz que Dilma precisa ter “um gesto de grandeza” e cita a renúncia como um dos caminho disponíveis à petista.

“Se a própria presidente não for capaz do gesto de grandeza (renúncia ou a voz franca de que errou, e sabe apontar os caminhos da recuperação nacional), assistiremos à desarticulação crescente do governo”, prevê o tucano. Ele diz que falta ao atual governo a “base moral, que foi corroída pelas falcatruas do lulopetismo”.

“A fala dele revela uma pequenez política porque um ex-presidente deveria estar contribuindo para melhorar o país. Ele deveria mostrar uma postura de estadista mas está parecendo mais um chefe de torcida”, disse.

Para o petista, as manifestações mostraram que a tese do impeachment perdeu força porque as pessoas perceberam que não fundamentos legais, ainda, para a condução de um processo do tipo. “Já que não pode ter o impeachment, eles querem agora aumentar a pressão pela renúncia. É lamentável”, disse.

Publicado por: Chico Gregorio


17/08/2015
16:48

TCE identificou também servidor que recebe mais de R$ 50 mil de remuneração mensal.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), conselheiro Carlos Thompson Costa Fernandes, emitiu 304 ofícios a gestores públicos do Rio Grande do Norte recomendando a apuração de possíveis irregularidades na folha de pagamento de 1.645 servidores públicos de prefeituras, câmaras municipais e órgãos da administração direta e indireta do Estado.

A recomendação foi enviada após corpo técnico do TCE/RN identificar indícios de acumulação irregular de cargos públicos, servidores efetivos com mais de 70 anos em atividade e pessoas do quadro funcional que constam como falecidos no Sistema Informatizado de Controle de Óbitos e no Infoseg, disponibilizados pelo governo federal.

A ação tem como base levantamento da Diretoria de Despesa de Pessoal que apurou nas folhas de pagamento do mês de maio de 2015 a existência de 1.255 servidores em situação de possível acumulação irregular de cargos públicos, levando-se em consideração apenas servidores com mais de dois vínculos públicos, entre eles 54 vereadores e 29 secretários municipais; 27 casos de pagamentos a pessoas que constam como falecidas no Sistema Informatizado de Controle de Óbitos; e 363 servidores com mais de 70 anos, idade limite para aposentadoria compulsória do servidor público.

Por Nominuto.

Publicado por: Chico Gregorio


17/08/2015
16:34

alckmin-após-encontro-com-dilma

Mesmo após a participação de outras lideranças tucanas nas manifestações deste domingo (16), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta segunda-feira (17) que não irá se aproximar dos movimentos que organizaram os protestos.

“O governante deve fornecer policiamento, segurança e transporte, como o metrô funcionando, para as pessoas poderem ir às manifestações”, disse, sobre o papel que pretendia ter nos atos. Questionado sobre estar compelido a se aproximar das manifestações, Alckmin disse que não.

O governador esteve em Guarulhos, em uma inauguração de central de relacionamento e atendimento a clientes que criará 3.000 empregos. No domingo, usou sua conta no Facebook para parabenizar os manifestantes “pela demonstração pacífica”.

Os senadores tucanos Aécio Neves e José Serra foram aos protestos em Belo Horizonte e São Paulo, respectivamente. Aécio chegou a discursar em trios elétricos de grupos anti-PT. O PSDB, que tem Aécio como presidente de partido, até usou suas inserções de rádio e televisão para convocar pessoas a participarem das manifestações.

Como noticiou o Painel da Folha, a presença de Aécio no ato preocupou aliados de Alckmin, já que o mineiro conseguiu se posicionar para tentar maior proximidade com os movimentos. O governador paulista estaria instado por seu círculo mais próximo a também buscar contato.

Alckmin, no entanto, tem evitado se posicionar favoravelmente à queda da presidente Dilma Rousseff, como querem os manifestantes dos atos de domingo.

Os caciques do PSDB estão divididos sobre qual a melhor saída para a crise. Aliados de Alckmin avaliam que ele tem mais chances de disputar a presidência em 2018 se o atual governo chegar até 2018 –seja com com Dilma ou com o vice, Michel Temer (PMDB).

A saída da chapa Dilma-Temer favoreceria Aécio, que foi derrotado por uma pequena margem de votos na eleição presidencial e seria o favorito no caso de afastamento da chapa vitoriosa.

Já Serra aproximou-se do PMDB no Senado e seu nome aparece cotado como possível nome de um eventual governo Temer.

Publicado por: Chico Gregorio


17/08/2015
16:25

160526

O desembargador federal Marcelo Navarro Ribeiro Dantas acaba de ser nomeado pela Presidente Dilma Rousseff para ser Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Marcelo integrava uma lista tríplice juntamente com os magistrados Joel Ilan Paciornik e Fernando Quadros da Silva, ambos do TRF da 4ª Região.

Navarro é integrante do Tribunal Regional Federal da 5ª Região e deverá ocupar a vaga do ministro Ari Pargendler, que se aposenta.

Marcelo é o quarto magistrado do Rio Grande do Norte a integrar o corpo de ministros do STJ desde a promulgação da constituição de 1988. Em setembro do ano passado tomou posse o desembargador federal Luiz Alberto Gurgel de Faria na vaga aberta com a aposentadoria da ministra Eliana Calmon. Apesar de o constar no site do STJ como pernambucano, Gurgel construiu a carreira jurídica no RN.

O primeiro foi o pau-ferrense José Fernandes Dantas (já falecido) que ocupou o cargo entre 1988 até 1998. O segundo foi o ministro, hoje aposentado, José Augusto Delgado, natural de São José de Campestre, que tomou posse em 15 de dezembro de 1995 e lá ficou até 2008.

Graduado em direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Marcelo Navarro Dantas é natural de Natal. Foi procurador da República antes de chegar a desembargador do TRF5, em dezembro de 2003. Atuou mais de 12 anos como procurador do Rio Grande do Norte. Navarro tem mestrado e doutorado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e ainda é professor dos cursos de graduação e pós-graduação na UFRN e na Uni-RN.

Tribuna do Norte

Publicado por: Chico Gregorio


17/08/2015
16:19

O projeto do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) interligando o Hospital Gizelda Trigueiro, no bairro das Quintas, ao campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Lagoa Nova, foi discutido na manhã da última sexta-feira, 14, pela direção da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), administração universitária da UFRN e a Prefeitura da capital do Rio Grande do Norte.

Os gestores discutiram detalhes do projeto “Linha Marron/Linha Sul” na sede do poder municipal. Entre eles, as soluções estruturais e fontes de financiamento.  O projeto vai melhorar a mobilidade nessas áreas da cidade a partir do transporte ferroviário moderno (VLT).

A intenção do diretor da CBTU, João Maria Cavalcanti, da reitora Ângela Maria Paiva Cruz e do Prefeito Carlos Eduardo, é assinar o termo de cooperação técnica até o final de agosto, visando agilizar os estudos de viabilidade da “Linha Marrom/Linha Sul”. Enquanto isso, a universidade apresenta um documento à bancada federal do Rio Grande do Norte, para captar recursos federais que assegurem a implantação do VLT Quintas/UFRN.

Impacto

A  reitora Ângela Maria Paiva Cruz expôs aos dois gestores o impacto do VLT na mobilidade  urbana, principalmente para a comunidade da  UFRN. “Estamos iniciando esse diálogo de fundamental importância. Juntos, podemos planejar um futuro melhor para a nossa cidade”, comentou a reitora da UFRN.

Diariamente, cerca de 40 mil pessoas circulam no campus central da UFRN.  No momento, a instituição constrói uma unidade do Instituto de Medicina Tropical (IMT) vizinha ao Hospital Gizelda Trigueiro, com quatro pisos. Próximo ao hospital também funciona o laboratório Central (LACEN) e segundo cálculos da UFRN, o fluxo de pessoas no entorno do Gizelda Trigueiro chega a 80 mil pessoas/ano. A perspectiva é de aumento, após o IMT entrar em funcionamento.

Publicado por: Chico Gregorio


17/08/2015
16:11

O prefeito Francisco José Junior e o ministro Gilberto Occhi, da Integração Nacional, entregam logo mais às 16h, 376 casas do Programa Minha Casa Minha Vida, na região Oeste de Mossoró/RN.

“Estamos aqui em Mossoró numa agenda diferente do Ministério da Integração, mas por determinação da presidenta Dilma, alguns ministros estão indo aos estados para fazer a inauguração do Minha Casa Minha Vida”, explica o ministro Gilberto Occhi, ao desembarcar no Aeroporto Dix Sept Rosado, há poucos instantes.

“Eu até ano passado estava no Ministério das Cidades e então tive esta honra de vir aqui no Rio Grande do Norte para entregar este empreendimento. São 376 casas, construídas através de uma parceria com a Prefeiura de Mossoró, com o Governo do Estado”, falou o ministro, acrescentando que é “uma satisfação grande para as famílias que vão receber estas moradias”.

O ministro Gilberto Occhi disse também que nos próximos dias a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil vão entregar mais outros empreendimentos do Minha Casa Minha Vida ao povo de Mossoró.

O ministro Gilberto Occhi, acompanhado com o ministro Garibaldi Alves Filho, da Previdência, desembarcaram às 15h10 no Aeroporto Dix Sept Rosado, na terra abençoada por Santa Luzia.

Foram recebidos pelo prefeito Francisco José Junior e o deputado federal Beto Rosado e a vereadora Isabel Montenegro, e o gerente regional da Caixa Econômica Federal.

O aeroporto, seguiram direto para o Conjunto Santa Júlia. As casas foram construídas por uma construtora contratada pela Caixa Econômica Federal, num terreno doado pela Prefeitura Municipal de Mossoró.

Mossoró Hoje.

Publicado por: Chico Gregorio