08/01/2019
14:45

Repdrodução

A mulher de Fabrício Queiroz, Márcia Aguiar, e as filhas do casal, Nathália e Evelyn, não compareceram ao depoimento marcado nesta terça-feira (8) no Ministério Público do Rio de Janeiro, que investiga a movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão do ex-assessor parlamentar do filho de Jair Bolsonaro (PSL), Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Segundo informações do portal G1, o advogado da família disse que elas estão em São Paulo para acompanhar o pós-operatório da retirada de um tumor no intestino de Queiroz e vão acompanhar o tratamento de quimioterapia.

O ex-assessor parlamentar teria informado ao MP-RJ que está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e se submeteu a uma cirurgia no dia 1º de janeiro para retirar um tumor maligno no intestino.

Negócio de família
Toda a família de Fabrício Queiroz atuou na assessoria de Flavio Bolsonaro na Alerj. Márcia exerceu cargo de consultora parlamentar entre 2 de março de 2007 a 1o de setembro de 2017, com salário de R$ 9.835,63.

Nathália foi nomeada no gabinete da vice-liderança do PP, de Flávio, em 20 de setembro de 2007, e ficou lá até 1o de fevereiro de 2011. Recebia R$ 6.490,35. Ela também trabalhou, até 15 de novembro do ano passado no gabinete de Jair Bolsonaro, em Brasília, e é citada em dois trechos do relatório.

Via Revista Fórum.

Publicado por: Chico Gregorio

0 Comentários

Deixe o seu comentário!